sábado, 30 de maio de 2015

Coisas péssimas e negativas, com um momento positivo!

As notícias por este mundo de cabos é de podridão ao mais alto nível. Como se elegem dirigentes de ou em formas incompreensíveis a nível mundial até medidas de sufocação e destruição de um povo onde os futuros governantes partidários já se pavoneiam e gladiam em praça pública. Tudo tão mau que já não consigo ler nem ouvir.



Joseph Blatter foi reeleito na sexta-feira para um quinto mandato como presidente da FIFA, até 2018, ao vencer o jordano Ali bin al Hussein, num sufrágio realizado no 65.º Congresso do organismo que tutela o futebol mundial. Blatter acabou por ser eleito ao final da primeira volta, depois de o seu oponente ter anunciado que não disputaria uma segunda volta. (Lusa)



(do Google)

Mas todos os dias temos pequeninos momentos de alegria e hoje já tive o primeiro. Enquanto fazia este post numa "revolta interior" eis que a banda dos Bombeiros Voluntários resolveram passar aqui, mesmo debaixo da minha janela. Algo que me alegra a alma. Larguei tudo para os ver e ouvir. Que coincidência tão boa!





(fotos minha)

quarta-feira, 27 de maio de 2015

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Dia Internacional da Criança Desaparecida

No Dia das Crianças Desaparecidas, conselhos para pais e para filhos

As autoridades têm obrigação de iniciar imediatamente as buscas por uma criança desaparecida, logo que recebem a informação. A existência de um período de espera é um dos mitos que persiste e que a GNR espera dissipar com a publicação, em conjunto com a APCD-Associação Portuguesa das Crianças Desaparecidas, de

“O meu Manual de Segurança”.

O livro pode ser descarregado gratuitamente nos sites das duas entidades, podendo assim chegar a todas as escolas nacionais. Os destinatários são todas as crianças até aos 12 anos, mas também os pais e os professores.

Nunca por nunca facilitar no quer que seja e jamais perde-los de vista!

Este flagelo/drama/horror existe, é real. Não acontece só aos outros pelo que todo o cuidado é pouco.

Se quando os perdemos de vista apenas por segundos ficamos em "pânico", o que dizer viver anos em busca de...?




Perguntas ao Sr.Presidente Cavaco sobre mais "taxinhas"!

A notícia:

Cavaco promulga lei da cópia privada, mas deixa recado

O presidente diz que "não foi feita uma adequada e equilibrada ponderação de todos os interesses" nem "à necessidade de assegurar uma efectiva e real protecção dos direitos dos autores e criadores que não implique custos injustificados para os consumidores".

Cavaco Silva promulgou a Lei da Cópia Privada, mas lembra que existem elementos que deveriam ter justificado uma reponderação.

in Renascença

As minhas perguntas:

Ó Sr. Presidente se tinha dúvidas e ou certezas não podia fazer o contrário? Promulga e depois vem com desculpas destas? Será que não tem poderes? Deixa RECADOS????

sábado, 23 de maio de 2015

Scorpions

Ténis e Ciclismo

1- Genebra: Sousa chega à 4ª final da carreira



João Sousa alcançou esta sexta-feira a quarta final da sua carreira no circuito ATP. Português eliminou Federico Delbonis e vai agora defrontar o brasileiro Thomaz Bellucci. O tenista natural de Guimarães, número 50 do mundo, garantiu um lugar no encontro decisivo do Open de Genebra, na Suíça, ao derrotar o argentino Federico Delbonis, seu companheiro de pares neste torneio helvético, com os parciais de 6-3, 2-6 e 6-4, num duelo de 1 hora e 52 minutos.

Palavras Minhas: parabéns rapaz e hoje estarei a ver-te a partir das 14h,30h e intervalando com o Giro. Força!


2- Giro de Itália: Aru é o novo líder



O italiano da Astana aproveitou da melhor maneira a queda de Alberto Contador para se vestir de rosa, à 13ª etapa da Volta a Itália.

Palavras Minhas: Uma etapa de duzentos quilómetros sempre debaixo de chuva e a três quilómetros e duzentos metros da meta houve uma queda aparatosa tal baralho de cartas. Até doeu. Em termos de qualificação da etapa e na geral, houve alterações, porque os 200 metros lixaram tudo o que não aconteceria se fosse dentro dos últimos três quilómetros. Os comissários mais rigorosos do que nunca não perdoam, o que acho bem para a transparência de todos os ciclistas.

Senhoras e senhoras o espectáculo vai começar:)



In: Eurosport

quarta-feira, 20 de maio de 2015

DESAFIO - um texto politicamente incorreto

Aceitei com agrado o desafio da Maria do blogue "Amanhecer Tardiamente:

Este desafio é numa onda diferente do primeiro. O primeiro foi para reflectir em tom sério. Este será em tom provocatório. O que é que quero dizer com isto? Simples. Quero dizer que a intenção é um texto (o tamanho do mesmo é indiferente), mas um texto que não seja politicamente correcto. Acho que esta parte é bem capaz de afastar toda e qualquer chance deste desafio obter algum sucesso. Ou alguma participação. A ver vamos...

A minha colaboração

«Era uma vez uma menina que nasceu pelas 14 horas de um dia chuvoso ao som do tamborilar da chuva no telhado de zinco. De madrugada a sua mãe comeu uma cesta de maçãs verdes. Não nasceu verde, mas muito rosada nos seus quase cinco quilos e acompanhada de “efeitos especiais” do irmão ou irmã que lhe fazia companhia mas que num “politicamente incorrecto dos cordões umbilicais” foi ela que venceu. Comia muito e deu imenso que fazer aos seus pais. Para que a mãe pudesse descansar, o pai ia para a sala, sentava-a a brincar e deitava-se junto dela. Não havia meio de gatinhar e andar apesar de não ser gorda ou gordinha com o tal “inha” que se usava na época" Passado um ano e três meses nasceu o seu irmão, aquele que seria para sempre o seu cúmplice. Segundo dizem era magrela, fácil de tratar mas um castigo para comer. Ele gatinhava e ela nada. Ele começou a dar os primeiros passos e ela nada até ao dia que se levantou, andou direitinha ao “cúmplice” e numa atitude “politicamente incorrecta” bate-lhe, tira-lhe a bolacha e foge com ela, deixando-o num pranto.Os pais felizes deixaram de ter a preocupação que os assolava, mas como bons educadores que eram, deram-lhe uma palmada e em vez de um eram dois a berrar. A Velha Lemba pegou nele e a Maria Rosa pegou nela e assim se calaram.

Foram crescendo com mais irmãos, mas eram uma dupla inseparável. Porque fazia parte dela, a rebeldia, a solidariedade, a defesa dos mais fracos, a partilha "aprontava cada uma" mas sempre direccionada numa educação excelente. Não gostava de ver ou sentir os castigos dados aos irmãos e assumia as consequências das suas “travessuras” sem questionar, pensando que enganava os pais. Até ao dia em que percebeu que os pais sabiam e tinham toda a razão. Lembra-se de coisas a partir dos seus 4/5 anos. Amigos e familiares viam-na como a “menina rebelde e traquina” e quando visitavam ou eram visitados não dava beijinhos” e muito menos abraços numa postura de “politicamente incorrecta”. Mas com o abrir dos olhos dos pais, passava a "politicamente correcta".

Era muito alegre, muito vivaça e fazia de tudo numa imaginação entrelaçada com o “correcto e incorrecto! Na porta da maternidade e porque não podia entrar, resolveu pegar num molho de jornais e vender. Claro que acharam gracinha” à menina lourinha" e cheia de caracóis. Contou ao irmão que tinha ganho X e que no dia seguinte ele iria ter o carrinho” de lata com o qual sonhava, mas se dissesse alguma coisa à mãe ou ao pai, levaria umas bofetadas. Teve o carro e eu uns rebuçados comprados na loja do “Mestre Cuca”, que estranhou e falou com os pais. Resultado? O que mereceu!

Num dia de imenso calor inventou outra para ter e partilhar mais uns “tostões” e nada como embrulharmos nos papeis dos rebuçados que guardava sempre, os cocós secos dos cães, meter numa cesta e sentados no muro, vender aos soldados que passavam a caminho do quartel. Depois da "venda", foram contar o lucro atrás da enorme mangueira e repartido na integra felizes e contentes. Uns dias depois apareceu um senhor que queria falar com os pais deles. Com o pai ausente em trabalho a mãe assumia os comandos e ouviram a mãe a chamar. O que foi mãe? Conheces este senhor? Não! Então e isto? Receberam umas palmadas “politicamente corretas” com a obrigatoriedade de pedirem desculpa, o que fizeram de imediato. Vão buscar o dinheiro sfv. Aí ela assumiu e disse: Não tenho, comprei na loja do “Mestre Cuca” um bocado de sebo para o carro de rolamento do mano e uns rebuçados. O Senhor não quis e os dois ficaram o resto do dia e mais dois sem brincar e a escrever num caderno “Eu não faço mais o que fiz porque fui "incorrecta e malcriada”. Como é óbvio ajudei o meu irmão.


A menina, virou adolescente e mulher. Continuou a ser rebelde e a dizer de sua justiça perante injustiças praticadas de mil formas. Foi catequista durante 6 anos. Começava com quinze crianças e terminava o ano com cento e tal, tudo porque fugiam dos ou das catequistas. Ninguém e muito menos o padre os conseguia demover. Aos sábados o quintal parecia uma escola. Dava e transmitia tudo que englobava o catecismo dando um lado mais colorido e de sonho ao que era fantasmagórico e obrigatório na época. À missa iam apenas os que queriam e tocar com os dentes na hóstia consagrada depois de estarem X horas sem comer, era pura demagogia e nada disso era praticado. Chamada ao Bispo “N” vezes e “N” vezes disse numa postura "correta" o que achava “incorrecto”. Já que queriam que os garotos fossem à missa, que tal o Sr.Padre ir ao quintal dar a missa? Era preciso ir à Igreja que ficava tão distante? Então Deus não está em toda a parte?

A jovem catequista venceu e ainda hoje se lembra das “missas campais” recheadas de miúdos, pais e vizinhos” que de portões abertos, iam muito além dos mesmos. Da ida mensal à casa dos pais de duas ou três crianças imensamente carenciadas (transmitidos em papelinhos pelos alunos mas depois escolhidos por mim) entregar bens alimentares que conseguíamos arranjar numa de todos por um e um por todos! E muitos mais pequenos gestos.

Como já trabalhava deixou a catequese, mas continuou a percorrer o caminho por ela traçado para mudar “pedras duras” nem que fosse à martelada (sentido figurativo), contornar obstáculos, acreditar e nunca baixar os braços. Inserida num grupo de vinte jovens, criado por ela e com o seu irmão passou a visitar e distribuir o que angariavam,no hospital militar, duas cadeias e uma leprosaria apoiada por missionários(as). Tudo isto fê-la crescer com um sentido de justiça e humana que muitos só sabem o que é pela teoria!

Casou, teve um menina linda no meio de uma guerra civil estúpida (se é que existe alguma inteligente) e muito contrariada partiu para nenhures deixando o seu berço da terra vermelha. Levou na bagagem apenas: os cheiros, os sons, o mar, a mata, o capim, a chuva tropical, os amigos. Voltou para um país fechado, cinzento, cheio de hábitos e costumes tão castradores, triste tão triste onde sorrir parecia ser proibido. Mas a pouco e pouco durante 37 quase 38 anos foi transformando quem a sempre rodeou. Colegas, amigos e vizinhos aprenderam com ela e ela aprendeu muito com eles.

Hoje ainda existe essa menina dos caracóis louros, alegre, optimista, muito risonha, dentro de uma mulher com rugas vincadas sem disfarces, porque nunca usou máscaras nem graxa para subir na vida. Não põem rótulos a ninguém e muito menos as avalia pela raça, sexo ou religião. Respeita e assim é respeitada.Tem as mãos bem calejadas pelo muito que trabalhou e trabalha. Ela sabe bem o que é “correcto e incorrecto” e como lhe sabe bem por vezes ser “polidamente incorrecta” perante gentinha má, reles, egoísta, mentirosa travestidas de ”polidamente correcta” !

Hoje assentou-se numa pedra a descansar e a perguntar a si mesma, porque carga de água juntaram o “politicamente”, não seria melhor “polidamente? e chegou a uma conclusão...

Era uma vez uma menina que nasceu..»

Merece a pena ler os dos outros participantes e são estes momentos de leitura e reflexão que me fazem andar na onda dos blogues e mais uma vez obrigado Maria

domingo, 17 de maio de 2015

DESPORTO - Canoagem

Fernando Pimenta conquista ouro na Taça do Mundo





Portugal conquistou hoje três medalhas na Taça do Mundo em Canoagem: o ouro, a prata e o bronze, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

Fernando Pimenta alcançou a medalha de ouro em K1, 1000 metros, Hélder Silva conquistou a prata em C1, 200 metros, já a dupla Emanuel Silva/João Ribeiro venceu a medalha de bronze em K2, 1000 metros.

do jornal: A BOLA

sexta-feira, 15 de maio de 2015

terça-feira, 12 de maio de 2015

TRIATLO - Não há nada que os faça parar e...

em quase todos os fins de semana é isto em "provas calendarizadas pela FPT" em torno de um "companheirismo, carolice, alegria" entre vários clubes inscritos, nesta modalidade desportiva onde o principal não é ganhar mas sim progressivamente, darem o seu melhor e ultrapassarem objectivos e quiçá vencerem pelo clube que representam!

Durante a semana depois das aulas e ou trabalhos,todos treinam, diria eu dia sim, dia sim...

Este foi DUATLO num dia muito chuvoso, frio, lama...muita lama e tem imagens imensamente engraçadas dos vários clubes inscritos.



depois desta já entraram em outras onde incluía natação, na da "Expo" e no sábado passado em "Setúbal"

segunda-feira, 11 de maio de 2015

sábado, 9 de maio de 2015

Que FÚRIA!!!!

SIC disponível para dar "todo o apoio" no caso do jovem ridicularizado em "Ídolos"

(...)O caso aconteceu no programa emitido pelo canal televisivo no passado domingo, que, ao produzir um efeito especial na imagem, mostra as orelhas do jovem a crescer durante a sua atuação, uma situação que gerou muitas críticas nas redes sociais e levou a SIC e a produtora do programa, a FremantleMedia, a lamentarem o sucedido.(...)

Tenho acompanhado este programa e a parte que mais detesto é a "ridicularizarão" dos que nada cantam como este jovem. Os vídeos foram retirados porque não encontro. Não sei quem é o autor desta sucessão de imagens com jovens de todas as idades. Graça? nenhuma e até o Manzarra anda nuns excessos "de palermice" que cansa. Mas quando me deparei com a deste jovem fiquei completamente fora de mim. Segundo li se já era um aluno "especial", por isto deixou de ir às aulas
Também pergunto se os pais não terão a sua quota parte de culpa. Terão incentivado ou terá ido à sua revelia? Não sei, apenas sei que fiquei com imensa tristeza com tamanha falta de respeito praticada de adultos sobre os mais novos.

Noutro contexto:

O livro biográfico de Pedro Passos Coelho cuja editora é? pois, pois nem digo nada. Quem sempre viveu "à pala da juventude partidária", com uma licenciatura medíocre tirada a ferros este título é no mínimo inquietante



(imagem Google)

Vi o livro, julgo ter 240 páginas, li algumas "tretas" e outras como palha para burros. Jamais o compraria e mesmo que tivesse interessada, que não é o caso, 16 euros é demais para a minha bolsa. De jovem rebelde e baldas tornou-se homem e adulto auto-intitulado como "o mais africano dos africanos de Massamá" e deixou um país à beira de um enfarte fatal e na maior das misérias

Segue-se agora o senhor benfeitor armado em Messias, um tal Costa que promete tudo e mais alguma coisa. Foi trabalhador sim senhora, deixou uma Câmara que por acaso é da capital "sem dívida alguma né?" e outras coisas tais. Juntam-se mais uns quantos(as) mas fico por aqui que já estou agoniada, revoltada e com uma fúria que só Deus sabe!

Ainda temos cinco meses para assistir a uma trágico comédia, a um filme de vampiros, mas que lhe dão um nome pomposo: Campanhas Eleitorais. Não tenho pachorra para tanta mentira e hipocrisia

Já agora...

Venham até aos arredores de Sintra e vejam como a Câmara (que agora é de novo PS) estoura milhares de euros do erário público, sem um pingo de bom senso. Há de tudo, festarolas, ginástica para todos em jardins com aparelhos que estão quase sempre às moscas. No entanto a única piscina municipal que dava apoio às escolas, que era paga pelos pais conforme o seu rendimento e adultos que a frequentavam, continua fechada sem "qualquer justificação" para desespero de todos!

Aqui têm dois exemplos:

Ontem: obras na Praia Grande que não sei para quê e porquê? Sei apenas que devem, devem? terminar em fins de Junho! Estava tão boa e com imensa areia e resolveram andar ali há meses à procura da arca perdida" só pode! No próximo inverno o mar irá dizer da sua justiça!


Hoje: O cartaz a chamar o pessoal ao som de música em altos berros que incomoda



e o cenário era este



Noutro contexto e para desanuviar este longo post:

Esta foto tem 60 anos. Reparem bem no "modelo", com o dedo em riste a dar ordens para comer, ao Kuanhama e à cabra, que ambos duraram imensos anos e morreram de velhos!!!



(fotos minhas)


BOM FIM DE SEMANA


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Dia Internacional do BURRO



um animal imensamente meigo, muito trabalhador e que serviu e serve "o seu dono com lealdade" numa ajuda preciosa na lavoura, no transporte de coisas e companhia!

Ao invés de muitos de duas patas que deveriam ser extintos do planeta e postos numa nave algures no espaço!


BOM FIM DE SEMANA

domingo, 3 de maio de 2015

DIA DA MÃE - Obrigado mãe por tudo que me deste e que ainda me dás!













Onde e o que te aconteceu filho e a tantos outros que desapareceram?





Imagens do Google

sexta-feira, 1 de maio de 2015

1º de Maio



Depois de trabalharem, juntamos-nos em casa da filha mais velha num lanche ajantarado. A minha mãe não quis ir, porque como saiu anteontem, hoje esteve a descansar.

Fomos a pé até à zona de um pinhal. A brincadeira foi mais que muita e correram que se fartaram. Jogaram à bola, subiram morros dos quais faziam escorrega e às tantas, os três homens (os meus genros e neto) tentaram apanhar as cinco mulheres (as filhas e netas). O cão também entrou nesta "ciranda".

Claro que a ceder primeiro foi a benjamim da família. Avó já num posso com as penas queo ir para casa dos tios. Vim com ela e pelo caminho falou pelos cotovelos. Cheguei a casa, lavei-lhe as mãos, a cara, bebeu água. Foi ao saco da mãe e tirou a chucha e a fralda, aconcheguei-a no sofá a ver o Panda. Adormeceu de imediato e eu aproveitei a dar uma arrumação na loiça e mesa. Nem acordou com a chegada do batalhão barulhento!

Foram umas horas bem passadas e como os meus netos estão tão grandes e lindos. Como não podemos juntarmos-nos no domingo hoje também foi dia da mãe:)

São estes momentos simples que me enchem a alma!