domingo, 27 de setembro de 2015

SANTANA - Smooth

Ando cansada. Procurar casa pela nona vez é dose. Como é dose olhar tudo nas que já vi, para que a minha mãe se vá sentir bem e em condições. Decidiu que sim e o sim vai ganhando forma e conteúdo. Não tem sido fácil conter as suas indecisões e o ter de abrir mão de coisas do seu "mundo", ao invés de mim que usando palavras dela: és a mais despegada das coisas e voas tão rápido. A vida é assim mãe e tento sempre encontrar uma saída "SUAVE" e quase sempre em prol dos outros e nesta altura é a mãe que mais conta.

Tenho a ajuda das filhas e dos genros, mas pai, ó pai como me fazes falta!

Raramente me lembro dos sonhos. Sei apenas que sonhei e acordei de uma forma tão estranha, com os acordes desta música e do Santana que sempre me acompanhou. Arranjei-me, fui buscar o pão e beber o meu café. Saboreava o dito e não é que na TV começou a dar este vídeo-clip? Que coincidência tão estranha mas "SUAVE".

Ia a pagar e o senhor do café disse a sorrir: hoje não falámos e não tive a coragem de a interromper. Até pus um bocadinho mais alto porque vi que esta música lhe diz muito. Como tal...o café é por conta da casa.

Agradeci e saí com um sorriso de orelha a orelha, porque são estes pequenos NADAS que me fazem levantar e seguir em frente.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

domingo, 13 de setembro de 2015

BOA SEMANA



(do Google)

terça-feira, 8 de setembro de 2015

HORTA DA DIVERSÃO

Melancia e há mais duas


Dois futuros melões e há mais três


As batatas é que me fizeram rir pela desculpa que deram: felizes pelas ramas do melão e melancia, regaram muito pouco na minha ausência (mas hoje fizeram parte da sopa que fiz)!


Não imaginam o cuidado e alegria de verem, saberem e aprenderem como nasce o que faz parte da nossa alimentação. Agora aumentaram a vedação para que o cão não vá julgar que tem ali bolas para brincar:)

Para mim EDUCAR também é isto e muito mais coisas


Ontem e hoje nos nossos passeios a pé, o dia esteve sempre assim


(fotos minhas)

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Começa hoje o

meu SOS-AVÓ e logo com uma manhã tão fria.

sábado, 5 de setembro de 2015

Uma sexta-feira negra e voltei aos STATES!!!!

Começou futebol onde jogava a selecção. Tudo de cervejola na mão e de olhos virados para um ecrã televisivo, para além dos adeptos lá para os lados da 2ª circular (julgo eu).

Eis que...uma bomba...Sócrates foi libertado. Como? Percebi bem? Pois é, afinal fica em casa com policiamento até ao julgamento. Uma jornalista a arfar de tanto correr para colher informação avista Sócrates no carro celular e dispara "ar abatido, de t-shirt, calças de ganga e segundo informação (???) de ténis." Srª jornalista por acaso soube se vinha de cuecas ou boxer? Jantou ou não jantou a feijoada à transmontana? Tenham dó e poupem-me!!!

Com esta saída o PS tremeu, a Coligação esfregou as mãos e a Selecção portuguesa de futebol perdeu. Claro só podia, tadinhos deles, é que desviaram a atenção para uma tão, mas tão importante notícia, tremelicaram e adeus ó vai-te embora!

A luta diária de milhares que fogem das guerras. Assustador e triste. Mil opiniões divergentes, outras coerentes e ainda outras tão disparatas que metem dó! Logo, logo a solidariedade em Portugal disparou. Porque fizeram isto, já disseram aquilo, apelam aos Bancos que ajudem porque ficaram com milhares de casas e as mesmas inundam o mercado. Alto e pára o baile, terei percebido bem? Isto tocou-me muito! Se fosse eu a mandar faria o apelo aos Bancos para abrigarem os donos que não tiveram como as pagar e muitos vivem com os pais e mais tarde logo se veria. Calma, não fiquem furibundos, porque já estou de acordo na utilização de edifícios públicos, estádios de futebol do Euro 2004, palacetes e terrenos camarários onde se poderia "marcar a diferença"!

A prática da solidariedade é todos os dias e quem a faz não precisa de apregoar aos quatro ventos, certo?

De repente, e como não houvesse amanhã, outra notícia tão avassaladora, não é que haverá um jogo de futebol (não sei qual) no dia das eleições legislativas? Logo, logo os mesmos de sempre chegaram-se à frente com palavras "impensável, inacreditável isso irá aumentar a abstenção." Que coisa tão bonita, outro tipo de "solidariedadeopinativaquetocaconformeacorpolítica" que...só à bofetada.

Tudo ou quase tudo já pertence aos chineses e outros. Ainda restam umas coisinhas de pouca monta como o Novo Banco, já alinhavadas para "ontem" porque o já...já era!!!! Podiam também vender "Belém e S. Bento com todo o recheio" mas na volta ainda se virarão para Fátima, Bom Jesus e ou S.Bento da Porta Aberta!!!!

De hoje a um mês e menos um dia TEMOS O DEVER E OBRIGAÇÃO DE IR VOTAR e com a cabeça cheia de "trapalhadas e confusões, resolvi pedir ajuda a estes que ainda hoje me fazem rir, porque tristemente o país pouco ou nada mudou!






quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Gentileza gera gentileza? Nem sempre, mas ser gentil é preciso!

Gentileza gera gentileza? Nem sempre, mas ser gentil é preciso!

Como muitos de vocês sabem, minha filha Flavia, aos 10 anos, teve os cabelos sugados por um ralo de piscina, se afogou e desde então vive em coma vigil. E esta é minha realidade há quase 18 anos. Quando o sofrimento nos atinge nem sempre é fácil fugir do estado de torpor em que a dor nos joga e não raro, existe a possibilidade de nos tomarmos pessoas amargas, hostis e até mesmo grosseiras com pessoas próximas ou não. É preciso evitar isso a todo custo.Sim, ser gentil é possível. Ser gentil é preciso.

Cada pessoa lida com a dor de forma única e temos que respeitar isso. Enquanto para uns, depois de uma tragédia em sua vida é possível ainda ser feliz, para outros, essa possibilidade deixa de existir. Qualquer que seja a forma com lidamos com a dor, ser gentil com as pessoas é fundamental. Ninguém tem culpa dessa rasteira que a vida nos deu. Ninguém tem culpa de tudo que você sofreu. Por isso, não podemos permitir que o sofrimento nos torne pessoas de difícil convivência. Nada justifica a grosseria e a falta de gentileza no trato com o outro.

Ser gentil com as pessoas nem sempre pode nos trazer a gentileza de volta, mas ainda assim vale a pena ser gentil. Com gentileza, a vida fica menos sofrida, fica mais fácil, fica mais leve.

de ODELE DE SOUZA - 1 de Setembro 2015 do blogue Flavia, vivendo em coma...

"Deus não pode estar em todo o lado, daí ter feito as mães" (não recordo o autor)

e mostro uma vez mais até onde chega a gentileza de Odele com esta foto das suas flores que me enviou em 2009:)


terça-feira, 1 de setembro de 2015

TÉNIS

Estarei nos "States" de 31 de Agosto a 13 de Setembro entre os melhores dos melhores e para a semana intervalado com o SOS-AVÓ:)



Fiquei com pena que o nosso tenista João Sousa tenha sido eliminado na primeira ronda.

João não desistas e quem sabe se um dia não poderás ser treinador da imensa garotada que gosta de ténis. Sim João Sousa é isso mesmo...vamos lá sonhar...bastava metade dos milhões gastos no futebol, não é? Pois claro...

Quem passar por aqui se precisar de "alguma coisinha" digam que volto num pé:)