quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Último post de 2015



Acabei agora mesmo de fazer a muamba que ficará a apurar durante a noite. Amanhã é só voltar a ferver e bater a funge noutro tacho!

Comprar um mini bolo-rei e mais umas coisitas a pedido da Srª.Dª. minha Mãe para ter na mesa para festejar a passagem de ano com a vizinha igualmente só.

A seguir ao almoço e porque ela não quer sair, vou visitar o meu amigo mar e levar com vento e talvez chuva nas ventas o que me sabe tão bem e regresso a casa. O meu pessoal cada um na sua, terão amigos...convidaram-me mas baldo-me sempre e nunca consigo estar acordada à meia-noite, a não ser por algo grave.

A todos que vierem aqui e lerem o que escrevi desejo boas saídas, melhores entradas e que 2016 nos dê forças a todos para vencer o que nos surgir pela frente. O mesmo desejo para os vossos familiares.

A todos um enorme agradecimento por me aturarem nos vossos espaços, desta que com mais ou menos dez anitos já era apelidada pelo pai e irmão como...Fatyly...


(foto Google)

e que a "Maria do blogue Amanhecer Tardiamente" teve a enorme gentileza de me relembrar:))))

Vou dormir com um sorriso porque



Um artigo elucidativo que vale a pena ler com calma para não se irritarem como eu me irritei, porque cortam sempre nos mesmos quando outros se acobertam e enriquecem na corrupção!

O diabo que nos impariu



Imparidades é nome técnico mas é de perdas que falamos quando os bancos colapsam, o Estado ajuda e os prejuízos se avolumam. Como os bancos destruíram 40 mil milhões debaixo do seu nariz

PEDRO SANTOS GUERREIRO
Texto

ISABEL VICENTE
Texto

CARLOS ESTEVES
Infografia


segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

domingo, 20 de dezembro de 2015

SALTOS DE ESQUI - 2015

Dobradinha de Peter Prevc em Engelberg com recorde de trampolim



Esloveno voltou a subir ao lugar mais alto do pódio suiço e em estilo ao assinar um salto de 142m batendo uma marca que durava desde 2004.

Peter Prevc teve as melhores prendas no “sapatinho” antes da Taça do Mundo fazer a sua habitual pausa natalícia. O esloveno reforçou o comando do Campeonato ao vencer novamente a prova de Engelberg. Após a vitória de sábado, e companhia do irmão mais novo Domen no pódio, este domingo, Peter voltou a não dar hipóteses e ganhou, agora quebrando um recorde que durava há 11 anos.

Prevc impôs-se com marcas de 138.5m e 142m e um total de 304.2 pontos. Foi apenas a 9.ª vitória da carreira para o saltador de 23 anos.

Um resultado que lhe permite reforçar a liderança da geral uma vez que o seu rival mais direto, o alemão Severin Freund, foi apenas 6º classificado. Peter Prevc soma 564 pontos contra apenas 399 de Freund.

(...)

A Taça do Mundo agora pára mas por apenas uns dias e regressa em força, após o Natal, para mais uma edição do Torneio dos Quatro Trampolins, a Liga dos Campeões de Saltos de Esqui. A primeira etapa é já no próximo dia 28 em Oberstdorf, na Alemanha.

DE: Vasco Simões - Eurosport

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Desabafo e Publicidade que gosto!

Leio e oiço as notícias e sou bombardeada por "Star Wars", por políticas, politiqueiros, corrupção, crimes e mais crimes, receitas de culinária a dar com um pau, por falar em pau é só futebol, solidariedade para todos os gostos, sexo mais sexo e posições de sexo e resmas de conselhos/dicas para os papás como lidar com o bebé, criança, adolescente e jovem.

Fico agoniada e ainda mais fico quando ouço o debate parlamentar, a questão do BANIF...lá vai um, lá vão dois, lá vão três, lá vão quatro chão adentro e por culpa de quem? do porteiro, um malandro que não soube fechar a porta!!!! A mensagem de Natal de Cavaco & Cavaca foi um susto que mal começou, desliguei! Presidenciais, outro "canto do cisne" que agonia!

Pergunto a mim mesma, perder tempo com tanta porcaria e sobretudo MENTIRAS de que serve? O chão é escorregadio! Procuro estar informada, mas antes que fique completamente desinformada vou fazer uma pausa em prol da minha sanidade mental e porque os hospitais estão a abarrotar de gente e quem governa e governou, a arrotar postas de pescada!!!!

Estou cansada e acho que como eu, estarão uns largos milhares.

Enquanto a maioria vê as notícias, programas da treta e novelas eu vejo publicidade. Como sou muito romântica (não pareço mas sou de facto), e porque acredito no Pai Natal...fico-me por este



e por este onde a MEO fez finalmente um de jeito e que dou sempre uma gargalhada saudável. Impróprio para quem não gosta do CR7, mas eu gosto pelo jovem que é sem nunca fugir às suas raízes:

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

A minha sombra negra e a futura sombra castanha

Atiro este disco e o Lucky corre atrás dele, apanha-o e deixa-o aos meus pés. Tirar-lhe? Não consigo pela força que faz! Por vezes nesse vai e vem, arma-se em piloto e desato a rir! A minha sombra negra já tem 3 anos e quando veio para casa dos meus tinha um mês e meio e pesava um quilo e meio. Era tão pequenino que metia dó.



Como o meu genro é último a sair, ele fica tão triste e quando apareço nem imaginam a alegria dele.

Nunca pensei que o meu genro tivesse a brilhante ideia de ficar com uma filhota da cadela labradora de um casal amigo, que se esgueirou do quintal e apaixonou-se por um rafeiro pequenote que deambula pela rua e que quando se aperceberam, pois, pois! Devido à idade dela, julgavam que não iria ficar grávida e não é que nasceram cinco? Um igual ao pai e os outros quatros todos parecidos com a mãe. A história contada por eles é de morrer a rir. As netas e a minha filha ficaram felizes. Foi a maior da ninhada e veio logo a comandar o batalhão. Os outros já têm dono e assim repartiram o mal pelas aldeias.

Vão busca-la no dia 18, mas visitam-na quase todos os fins de semana

Eis a Zara ainda no quintal com a mãe. Já tem um mês e meio e pesa quatro quilos e meio e vai ser lindo...ó se vai, mas será educada como fizeram com o Lucky.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

John Lennon, faz hoje 35 anos que me deixaste!






(imagens Google)


TU QUE VIESTE AQUI, TOMA O QUE DE MELHOR TENHO:

UM ABRAÇO SINCERO

domingo, 6 de dezembro de 2015

POESIA

INTERTEXTO

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns desempregados
Também não me importei

Agora estão a levar-me
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo."

Bertolt Brecht

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento. Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem.

Bertolt Brecht


SE CORAS NÃO CONTO

Tu queres que eu conte um sonho que tive
Não sei se acordado, não sei se a dormir?
Foi todo singelo, foi todo innocente:
Tu córas, sorriste, tens medo d'ouvir?

Não córes, escuta, não fujas de mim,
Que o sonho foi sonho de casta paixão:
Já crês, não duvídas, verás como é lindo
O sonho innocente do meu coração:

Eu via em teus labios um meigo sorriso,
Em tens olhos negros um terno mirar,
Teu seio de neve a arfar docemente,
Sentia nas faces o teu respirar.

E tu não fallavas, mas eu entendia;
E tu não fallavas, mas eu bem ouvi!
Amor! na minh'alma a voz me dizia,
E um beijo na fronte não sei se o senti.

Já vês que o meu sonho foi sonho innocente;
O resto eu te conto; como has de gostar!
É todo singelo, de amores somente;
Verás que ao ouvi-lo não has de córar.

Depois apertando teu corpo flexivel,
Cingindo teu collo no braço a tremer,
Ouvi uma falla, e o que ella dizia
Agora acordado não posso eu dizer.

Não posso contar-t'e, só pude senti-l'a;
Não posso contar-t'a senão a sonhar:
No sonho innocente, no sonho d'amores,
Do qual, duvidosa, julgavas córar.

Não posso contar-t'a, nem sei se acordado
O que ella dizia se póde entender;
Eu sei que sonhando, pensei que era sonho,
E agora acordado a não posso esquecer.

Mas tu porque escondes a face córada?
Não tem nada o sonho que faça córar,
É todo singelo, é todo innocente;
Que importa um abraço, se é dado a sonhar?

Mas tu não te escondas, que eu fico em silencio;
Não quero offender-te a casta isenção;
Não torno a contar-te depois de acordado
O sonho innocente do meu coração.

Raimundo António de Bulhão Pato (1850)

Lágrima de preta

Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para a analisar

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.

António Gedeão - pseudónimo de
(Rómulo Vasco da Gama de Carvalho), nasceu em Lisboa, 24 de Novembro de 1906 e faleceu em Lisboa a 19 de Fevereiro de 1997