segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

The Shadows



12 comentários:

  1. O meu pai deu-me o meu 1º gira discos que era gira discos, leitor de cassetes e rádio, precisamente nesse ano. A 1ª cassete que me deu foi dos Shadows precisamente onde tinha a música Apache:)
    Há coisas que nunca esquecemos:) Obrigada amiga:)
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tens que agradecer porque recordar coisas boas só nos faz bem:)

      Beijos

      Eliminar
  2. Que pena estar no telemóvel e não conseguir ouvir.... :(
    Mando-te um beijo fresquinho da serra da estrela!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A serra deve estar linda:) as vezes que fui aí e uma delas em pleno Fevereiro a Srª. resolveu despir o manto branco:))))

      Boa estadia

      Beijos

      Eliminar
  3. Olha, olha, quem eles são!:)
    Que bom é matar saudades.:)

    Obrigada pela prendinha.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim e tanto, mas tanto que dancei ao som deles:)

      Beijos

      Eliminar
  4. Tão bom ouvir música do meu tempo!
    Kis :=)

    ResponderEliminar
  5. Creio que músicas como estas marcaram um virar de página na sociedade dos anos 60, rejeitando e sacudindo o bolor de séculos. :)
    Se tu, Fatyly, nesta altura do campeonato tens a energia que tens, imagino como seria nessa altura. :)

    Uma boa semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fizeste-me sorrir e dizes bem "sacudindo o bolor de séculos".

      Nem queiras saber amigo. Eu pecadora me confesso:
      fui uma criança terrível de aturar pelo que aprontava sempre em defesa do meu irmão (cúmplice de tudo e mais alguma coisa) e miúdos que eram chacota de outros. Mal diziam vou chamar a Fatyly...fugiam. Tenho cada história que ao recordar ainda hoje farto-me de rir. Como adolescente curiosaaaaaaaa até dizer chega, uma fura regras do caneco e muito refilona, aliás a mais refilona do grupo de amigos:). Preocupava e muito os meus pais, por causa da PIDE. Já mulher e mãe fui o ás do volante do trabalho quer lá, quer cá e cumpridora de horários e sempre pronta a ajudar as lesmas para terem o serviço em dia.
      Hoje a pedalada continua a mesma, mas sinceramente com menos paciência para determinadas pessoas que só se sabem lamentar e a maioria de barriga cheia.

      Melhores dias virão e é com esse acreditar que tento não perder o comboio.

      Boa semana

      Beijos

      Eliminar
  6. Não conhecia o primeiro vídeo. A música não me é estranha, ouvi duas vezes para ver se chegava lá, mas não consegui. Ficou no ouvido. Achei sobretudo engraçada a performance dos que tocam e as coristas (não sei se é assim que se chamam).

    A segunda conheço. Quem não conhece?!? O inconfundível som de Cliff Richard. O vídeo é uma delícia. Gostava de ter vivido nos anos sessenta. Anos sessenta ou anos trinta. Coisas minhas.

    Tenha uma boa noite, Fatyly :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não queria voltar aos anos 60, apenas gostaria e muito de voltar à minha terra - 9 meses de Verão e 3 de cacimbo.

      As músicas destes e de outros fizeram as delícias dos bailes de garagem e ou quintais e na praia...onde se encostava mais numa de toca-e-foge-mas-fica tão sedutor:)))) Era permitido ao sábado ir até às 5 da manhã.
      Na Baía de Luanda haviam cafés e esplanadas cheias, onde se comia um gelado e quem bebesse a sua Cuca geladinha com pratinhos de camarão e amendoim. Não era preciso ser rico para ter esse estilo de vida, porque os senhores e senhoras iam para os hóteis de luxo. As águas eram bem separadas, não fosse uma ditadura e abusos que houvesse a música seria na pildra.

      Também ia muito ao cinema, sobretudo às estreias que acabavam sempre à meia-noite. Era só atravessarmos a rua e já estávamos no cinema Império, hoje usada para fins governamentais, Na minha casa ouvia a banda sonora dos mesmos.

      A coisa foi azedando e deu no que deu, mas já não há volta a dar.

      Fiquemos pelas coisas boas!

      Vou dormir

      Beijos

      Os vídeos só comecei a ver no Brasil e agora no YouTube

      Eliminar