domingo, 27 de novembro de 2016

Coisas do meu coração! BOM DOMINGO!

Pensei em...ir
Pensei que podia
Pensei que estaria mais livre
Pensei que descansaria
Pensei que...

Mas a vida disse-me que não!

Respondi-lhe de imediato

Que um dia irei
Que um dia poderei
Que um dia estarei mais livre
Que um dia descansarei
Que um dia...

E sorrio adiando o que já tinha planeado.

Vou ficar com as netas para que os pais possam ir treinar bicicleta mais descansados. Depois vou buscar a minha mãe, fazer parte do almoço que a outra parte já a filha fez ontem à noite e esperar ou não por eles, conforme a fome nos apertar:)

A chuva parou e o frio faz-se sentir, mas nada que me faça baixar os braços até porque...



domingo, 20 de novembro de 2016

CARMINDO DE CARVALHO

Para quem gosta de ler, recomendo:



VER AQUI



VER AQUI

sábado, 19 de novembro de 2016

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Coisas que me acontecem:)

Todo o meu sentir é formado por gavetas. Boas e más!
Pouco saudosista, vou abrindo uma de cada vez e depois de revisto ou saboreado, fecho-a de novo.

Mas o armário está velho e quando resolve abrir três ou quatro ao mesmo tempo, chia por tudo que é lado. Mas eu trato delas e por vezes inesperadamente!

Embrulhada nos pensamentos fui lavar o meu carro ao



Com o pensamento a mil, fiz tudo automaticamente:

- retirei a agulheta
- meti a moeda
- carreguei no botão
- levei uma chuveirada.

Eu não ri...gargalhei,
lavei o carro e pensei:

por vezes é bom levarmos com água nas trombas para pôr tudo em ordem!

sábado, 12 de novembro de 2016

Ponto d'um horizonte...



A vida vai correndo no seu toc-toc sem dó nem piedade
a tristeza impera na retina cansada de quem t'observa
denunciaste numa dor em belas palavras, verdade?
tristemente não passas d'um barco sempre à deriva!

Tu que agora me lês, sim tu, talvez até tu, desatino
deverias pensar que o mundo é um bem de todos
no teu carro em alta velocidade, em grande estilo
és dono do mundo fazendo d'outros meros tolos!
-
Ah...mas a estrada da vida nunca é totalmente lisa
toda ela é feita de buracos, pedras, altos e baixos
no dia em que sentires a dor no dobrar dum'esquina
verás e sentirás que afinal também és dos "lixos"!
-
"Nunca mais! Nunca mais!
Tempo da minha descuidada meninice, nunca mais!...
Era bom aquele tempo
era boa a vida a fugir da escola a trepar aos cajueiros
a roubar os doceiros e as quitandeiras
às caçambulas:
Atresa! Ninguém! Ninguém!
tinha sabor emocionante de aventura
as fugas aos polícias
às velhas dos quintais que pulávamos
Vamos fazer escolha, vamos fazer escolha
... e a gente fazia um desafio..."
-
Estou farta de sentir este trilhar arrepiante
vai-se a mocidade e com ela o seu brilho
ao teres feito tudo num acto descartante
perdestes afinal o teu maior "desafio"!
-
Fatyly
26/12/2005


"..."António Jacinto (Angola)

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Hoje só vim...



(Imagem Google)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016