terça-feira, 30 de junho de 2020

ACHO QUE NESTE PAÍS HÁ AGORA MUITA GENTE QUE SE JULGA ACIMA DE TUDO E TODOS!!!!!

1- O Presidente da CML veio agora a terreno dizer que está tudo mal dirigido na Grande Lisboa no que toca ao surto do "espinhoso". Só o queria ver na pele da DGS e dos médicos e restante pessoal, já para não falar de quem anda a queimar as pestanas em termos de investigação.

É tudo muito bonito quando tudo corre de feição mas quando a porca torce o rabo é que se pega na artilharia e dispara-se em todas as direcções não é? Mas eu devolvo as balas com algumas perguntas:

a) O negócio imobiliário e Alojamento Local mais o turismo foram as suas bandeiras. Por acaso preocupou-se com todos aqueles que trabalhavam na construção civil explorados por muitos? Perguntou alguma vez ao SEF o que fizeram com tanta gente metida em pensões e hostels(nome tão pomposo)? Não é seu dever? Mas deveria ser.

b) Preocupou-se alguma vez com quem foi CORRIDO das suas casas para fora de Lisboa? Já para não falar dos bairros sociais que numa simples barraca moram "N" pessoas?

c) Á e as resmas de turistas, navios de cruzeiro, tronites, tuk-tuks, Táxis e afins onde cada buraco e ou corrida era pago a peso de ouro.

d) Engraçado só agora ter e outros tantos terem acordado para os problemas da Linha de Sintra que transporta gente a mais e a maioria da construção civil e afins cuja mão de obra é tão mal paga ou acha que não? Não há carruagens suficientes mas enquanto houve turismo já havia. Foram suprimidas pelo primeiro confinamento, Lay-off etc. Mas também todos os presidentes de câmara desta linha malfadada deveriam exigir mais carruagens. Pediu? Pediram? Consigo fico por aqui numa Lisboa agora tão vazia!!!!

2- Agora existem focos de infecção um pouco por todo o lado e anda tudo meio louco por haver ajuntamentos. Ai é? E as manifestações que têm havido que só cumprem o distanciamento quando vêm uma câmara de televisão? Jovens? Eu diria antes ADULTOS IRRESPONSÁVEIS! Nas freguesias ainda em confinamento pior do que isso é ver os "botecos cheios desses adultos", fechados mas nas suas traseiras é tudo ao molho e fé em Deus e ontem não foi excepção.

3- Pôr máscara e andar de nariz de fora é das coisas mais estúpidas que vejo frequentemente.

4- O vírus é real e anda por aí e temos de viver com ele, mas digo a todos que apesar de falhas o Governo tem estado bem e tiro o meu chapéu ao Presidente do PSD de nesta altura ajudar a remar para seguir em frente do que criar ondas e mais ondas. Também têm estado bem a DGS, A Ordem dos médicos e a dos enfermeiros.
Mal, muito mal são os representantes de alguns sindicatos.

5- Falando de sindicatos alguém me explique porque por vezes sou "lerdinha das candeias", numa empresa ou óóó na função pública óóó existem uma carrada deles para quê?
Dou um exemplo: Na Refer: sindicato dos maquinistas, dos revisores, dos muda agulhas/catenárias, dos chefes das estações etc, etc. Não pertence tudo ao mesmo patrão?

6)Mais uma vez peço a Deus que no próximo ano lectivo os estudantes estejam com aulas presenciais porque faz parte de um crescimento saudável. Muita gente berra e alguém em especial...que os professores já são semi-velhos ou velhos...que possas que se reformem e ponham jovens que bem precisam de estabilizar o seu futuro, porque o meu??? Sim já era:)))

7) O meu maior OBRIGADO A TODAS AS FORÇAS DE SEGURANÇA E EM ESPECIAL AOS BOMBEIROS E SOBRETUDO A TODOS QUE LIMPAM AS RUAS E DESPEJAM OS CONTENTORES, porque realmente temos um país com boa gastronomia, sol e praias...mas PORCOS COM FARTURA!!!!!

Hoje não falo em lares porque felizmente tudo tem corrido bem no da minha mãe e eu própria impus que não faria visitas com vidros ao meio. Entro no quintal com o carro e farei drive-in ficando descansada porque posso estar infectada e não saber.

Tchau, tchau e já desabafei!

sábado, 20 de junho de 2020

Contradições que me tiram do sério

1- Oxalá que em Setembro o ano lectivo dos alunos seja todo presencial, talvez com turmas um pouco mais pequenas mas deixai as crianças, adolescentes e jovens crescerem uns com os outros porque é um período onde se forma o adulto que seremos.
Não é agarrados a um computador ou televisor que ganham o fermento dos amigos/colegas tão necessário. Muitos nem sequer saem de casa...tal é o pânico dos pais.
Com o enorme desemprego não será na escola que encontrarão a refeição que podem comer? Não será na escola que os professores descobrem crianças mal tratadas a todos os níveis? Não é no caminho de e para a escola que podem conversar/desabafar com os amigos? Os pais, sobretudo dos mais velhos julgam que sabem tudo dos filhos essa é a velha "história da carochinha". Como estão tão limitados vingam-se nos jogos de computador.

2- Os avós não podem abraçar e beijar os netos e vice-versa não é? Mas porque os pais têm de voltar ao trabalho e outros em busca do mesmo...onde ficam os filhos? Há pois é...com os avós e os que não os têm ficam com outros familiares.

3- Conheço quem não tenha posto um pé na rua durante dois meses e meio. Depois saíram uma, duas ou três vezes protegidos com tudo e mais alguma coisa. Agora porque Sintra tem mais infectados fecharam-se outra vez mas para a semana que vem já vão ficar com os netos porque felizmente os pais não perderam o emprego. Falando com eles só lhes disse o mal é vocês terem quem lhes traga tudo a casa. Chegaram ao cúmulo que o que traziam era tudo desinfectado com lixívia pura. Perguntei e a fruta e legumes? Também! Minha alma ficou parva!

4- Regressou o futebol com as mesmas rivalidades e sem adeptos no Estádio, mas fora deles é vê-los que nem molhos de grelos, nabiças e muitos autênticas garrafas de cerveja e outras coisas. Dois cafés daqui é vê-los a sair aos "S". Distanciamento zero e zero de máscaras. Na praia os jovens não podem jogar nada. Como é que é? Algo me está a escapar?

5- Também são os mais velhos que mais prevaricam, passam tempões nos supermercados onde mexem e remexem, com máscara sim senhora mas com o nariz de fora.

6-Depois as festas...marcam o limite de pessoas e depois é o que se sabe.

7- Termino que tudo isto é uma gaita porque se não morrermos da doença morreremos da cura...e as depressões estão a crescer como erva daninha. Tenho muita pena de quem trabalha nas obras sem qualquer protecção e quando os vêm buscar em carrinhas a cair de podre com seis lugares vão oito. Adianta denunciar? Por eles e elas não, mas se tivesse a certeza que o empreiteiro ou sub-empreiteiro passaria a cumprir a sua obrigação sem os despedir, denunciaria na hora!

8- Não se pode ter um polícia em cada esquina e não sei como não dão em doidos.


sábado, 13 de junho de 2020

É tão bom ter uma serra ao pé...

e poder passear, saborear e respirar ar puro! Foi onde fiz os tais 6kms. 

Mas...ela...completamente verde



eu...completamente branca