sábado, 25 de abril de 2009

Ainda hoje faço do MEU SONHO UM GRITO

25 de Abril...SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE...

25 comentários:

  1. Deixo um abraço especial nesse 25 de Abril, que sei, é muito signiticativo para todos os portugueses.

    ResponderEliminar
  2. Fatyly

    Nem sei o que hei-de dizer.
    Já passate pelo meu cantinho e tenho a certeza que me percebes.

    Infelizmente não posso continuar a acreditar.

    ResponderEliminar
  3. um grito ao qual juntasmos os nossos gritos.LIBERDADE
    BEIJOS GRANDES

    ResponderEliminar
  4. __________________________________

    vinte e cinco de abril de dois mil e nove
    __________________________________

    e porque são sei dizer melhor e se soubesse não saberia dizer assim, digo que,

    "Há uma Justiça para ricos e outra para pobres, uma Justiça para famosos e outra para anónimos, como há Saúde e Educação diferentes para ricos e pobres. Cumprir Abril é uma questão de justiça. Já não podemos esperar mais 35 anos".

    Paulo Baldaia

    ______________ para reflexão [...]

    ResponderEliminar
  5. Odele
    é de facto bastante significativo:)

    Observador
    já passei sim e compreendo-te perfeitamente, mas queria tanto que fizesses um esforço, idêntico ao que fizemos no "antes" e que acredites num futuro melhor para os nossos filhos e netos.

    Alexa
    todos juntos gritemos e mantenhamos no alto da bandeira nacional a palavra: LIBERDADE!

    Sideny
    Liberdade:) e não tens que agradecer:)

    Paulo-Intemporal
    Paulo Baldaia tem razão, mas também os meus avós, pais e eu esperámos muito mais que 35 anos...e continuo a acreditar que esta crise de valores morais e políticos irão passar e apesar dos pesares prefiro esta democracia do que a democracia ditaturial que ainda bem que não a viveste.

    Pego no meu velho "naco de carvão" e pela calada da noite ou madrugada, também toda vestida de preto, tal gato que não queria ser caçado pela PIDE...escrevo hoje de cara levantada, livre... na palma das vossas mãos, no vosso coração:
    OH MALTA...ACREDITEM, LUTEM, SONHEM PELO FUTURO RISONHO DE PORTUGAL. VIVA A LIBERDADE!!!

    Beijos a todos, uma boa tarde em LIBERDADE!

    ResponderEliminar
  6. 25 de Abril sempre e Grande Homem e Senhor que foi este Capitão Salgueiro Maia!
    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Com muito carinho neste dia ..para vcs lá em 'casa'
    beijos todos.

    ResponderEliminar
  8. O 25 de Abril é assim como um bebé que é desejado, querido, amado.
    Quando nasce, é uma emoção, uma quase loucura.
    Depois, os bébés crescem, dão-nos por vezes preocupações.
    Adoecem e a gente fica aflita. Fazem perrices e a gente impacienta-se. Fazem asneiras e a gente tem de os castigar.
    Mas nunca deixamos de os amar. De os querer connosco.
    Para mim, o 25 de Abril é assim como um filho que desejei e que hei-de amar até ao último suspiro.
    Um beijinho muito carinhoso para ti que entendes estas palavras. Por isso aqui as deixo.
    Ah! E também um grande abraço (ínfelizmente só em memória) para o Salgueiro Maia. Se todos tivesses sido como ele, tudo teria corrido muito melhor.

    ResponderEliminar
  9. Não fosse o 25 de Abril e não escreveríamos, sem que o "lápis" viesse, e, atrás dele, todos os vampiros.

    Abril, Amiga, sempre!

    ResponderEliminar
  10. Wind
    para mim será sempre o ícone do 25 de Abril de 1974:)

    Peciscas
    caramba rapaz como adorei o teu post que recomendo a todos e este teu comentário é tal e qual o que penso e sinto!

    Vi
    é desse carinho que todos precisamos e retribuo em dobro:)

    Cris
    subscrevo, subscrevo, subscrevo:)

    Beijocas a todos e uma boa tarde em LIBERDADE

    ResponderEliminar
  11. Tenho-te lido num outro blogue, hoje vim até aqui....e este teu post não me pode deixar sem um comentário:
    Rejubilo o 25 de Abril!!!... pelos sonhos, pelos "acreditares", pelos gritos... e muito, muito por um Homem do meu país - Salgueiro Maia

    ResponderEliminar
  12. MagyMay
    obrigado...e conforme disse à Wind, para mim Salgueiro Maia será sempre o maior ícone do 25 de Abril.
    Estava em Luanda e não vivi o 25 de Abril...mas atenta como sempre fui e depois visionando aquela madrugada, este homem, foi de facto um homem com H grande!

    Beijocas e uma boa noite em LIBERDADE!

    ResponderEliminar
  13. Kao
    sempre, sempre:)
    Beijocas e obrigado em LIBERDADE

    ResponderEliminar
  14. Falta cumprir Abril.

    Para mim é uma data muito importante, apenas lamento que em 35 anos se tenha enviezado o objectivo establecido nessa noite...Mas vai-se cumprir sem duvidas ou não fosse Abril mês de mim ;)

    ResponderEliminar
  15. Lizard King
    A pensar assim é que eu gosto, porque penso da mesma forma...e tudo vai-se compor. É o teu mês? parabéns...e igualmente é o mês das minhas filhas:)

    Beijocas e um bom domingo em LIBERDADE

    ResponderEliminar
  16. Uma nota: E significativo para todos os portugueses, embora nao de forma igual.
    Para alguns, o 25 de Abril significou a perda de privilegios. Sao os que constroem estatuas e veneram o ditador. Valem o que valem: Nada. Tao pouco a sua opiniao merece ser tida em conta.

    Quanto ao Capitao, ainda nao lhe foi feita a justica que merece. Um (verdadeiro) heroi nacional ainda nao reconhecido pelas esferas governamentais.

    Kiss, Kiss!

    ResponderEliminar
  17. Francis
    a polémica gerada à estátua, largo e museu de Salazar na sua terra Natal, jamais fui sou ou serei contra, porque é a forma de relembrarmos quem foi, o que fez e o que fez passar um povo.
    Respeito o povo de Santa Comba Dão e não os considero ditadores, longe disso meu amigo, mas é da terra e em democracia devemos respeitar as opiniões divergentes. Aliás no Museu encontram-se peças e artigos da actuação da Pide, portanto os prós e contras de alguém que quer queiramos ou não faz parte da nossa história.

    Tal como sou contra a atitude do presidente da Cãmara de Vila Real ao transformar uma praça de touros em algo diferente, proibindo as touradas. Sou contra as touradas por achar um espectáculo dantesco, mas tenho que aceitar que faz parte de uma cultura de um povo e se o povo gosta só vai lá quem quer. A verdadeira democracia é respeitar a opinião divergente da nossa.

    Quando às homenagens e reconhecimento a Salgueiro Maia, para mim um ícone do 25 de Abril, infelizmente foram feitas após a sua morte, como quase sempre se faz neste país. As honras de Estado deviam ter sido em VIDA porque ele já não está entre nós para agradecer ou negar e não sei, não...se por vontade própria as receberia. Tem uma estátua e julgo que um largo, mas pelo menos foi um "aconchego" aos seus familiares.

    Enfim...

    Kiss, Kiss e obrigado:)

    ResponderEliminar
  18. 25 de Abril Sempre! :)

    E digo-o porque a Liberdade me parece um bem tão essencial como o ar que respiramos. :)

    ResponderEliminar
  19. Fatyly, a estátua é um simbolo de veneração.
    Por norma deveríamos venerar quem faz o bem.
    O Hitler também fez coisas boas na Alemanha, mas isso não o iliba dos seus crimes.
    Eu não posso, simplesmente matar num dia e esperar absolvição no outro, só porque terei cometido uma boa acção de permeio.
    Não funciona assim... ou não deveria funcionar assim, e nós temos a responsabilidade de não deixar passar estas em branco.
    Salazar, foi um reles ditadorzeco de segunda categoria. Uma mancha de vergonha na história de Portugal. Digo-o aqui, na rua e cara-a-cara de quem quiser.
    Ainda bem que se foi.

    ResponderEliminar
  20. Maria arvore
    subscrevo:)

    Francis
    concordo meu amigo, como é óbvio pelo para mim ele não passa em branco e ainda bem que já se foi. Não tenciono visitar o museu e muito menos parar na estátua porque vivi essa história. Noutro contexto mas não menos doloroso, também não presto qualquer homenagem a Mário Soares, Rosa Coutinho e etc. para mim igualmente nódoas que ficarão na história.
    Salgueiro Maia merecia muito mais enquanto foi vivo, bem como outros a quem deixo o meu silêncio respeitador porque fizeram muito, mas muito e partiram tão cedo.

    Há opiniões divergentes mas no fundo batemos no mesmo ponto e quando me dizem que Salazar deveria voltar...até mordo lolll

    Beijocas e obrigado pela vossa presença

    ResponderEliminar
  21. Francis
    sabe-me tão bem estes diálogos e és um doce:)

    Beijocas amigaço e um resto de dia bem passado

    ResponderEliminar
  22. Comungo da tua esperança e já disse vezes sem conta estes dias que só quem viveu a ditadura pode perceber que apesar de tudo nada é como dantes. Muitos hoje não fazem a menor ideia da enorme mortalidae infantil, do que era viver sem subsídios para nada, havia pouco desemprego, mas quem o tivesse não tinha apoios , o que representava a miséria total, uma enorme percentagem da população trabalhadora nem sabia o que era subsídio de férias e Natal e muitos nem férias tinham. Tudo isso se generalizou no pós-25 de Abril, para já não falar no facto de nem todos terem direito a assistência médica, o que ficou consignado só na Nova Constituição. Teria um rol imenso de misérias semelhantes para mencionar aqui, pois apesar de estarmos em crise e de haver já muita gente a pedir ajuda, pede-se ajuda com outra dignidade. A mendicidade e a esmola daqueles tempos era deveras humilhante, a subserviência entre classes era evidente e até as crianças pobres eram humilhadas na escola.
    E fico-me por aqui nas recordações tristes da época.
    E depois temos sempre a liberdade de falarmos sem medo.
    Beijinhos para ti.
    Branca

    ResponderEliminar