sexta-feira, 19 de agosto de 2011

DESAFIO Nº. 15












Amanhece na minha cidade
contemplo-a da fortaleza
o mar na sua masculinidade
acorda Luanda com subtileza!














Lá se foi a saudade...aprendeste comigo? safado...mas sabe tão bem não sabe?



10 comentários:

  1. Gostei de ler e de ver o pássaro:)
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. tu deves sentir muitas saudades da tua terra vermelha! não está na tua ideia um dia visitares para matar saudades? Ou melhor perguntando: regressarias para lá???
    kis :=)

    ResponderEliminar
  3. Observador
    Não fazia mal porque já bebi e tomei banhocas com muita água inquinada:)

    Beijocas e obrigado

    ResponderEliminar
  4. Avogi
    Visitar? com o preço das viagens? é que ida e volta rondam os mil e muitos euros...embora poiso e comida não me faltasse.
    Tenho saudades sim e mais concretamente...se pudesse ia já hoje e deixava tudo, mas tudo e não voltaria! Dizem-me sempre não eras capaz de deixar as filhas, genros e netos, acredita minha amiga, eles que cuidem do futuro deles, mais não posso fazer...e ia SIM!

    Beijocas e obrigado

    ResponderEliminar
  5. Olá

    Saudade fica sempre, has-de voltar um dia:)

    beijocas

    ResponderEliminar
  6. Engraçado como quase toda a gente que viveu nesta cidade diz que voltaria sem olhar para trás.
    É sem dúvida uma cidade que marca (já vão para 5 anos que aqui ando e o regresso a casa ainda não surge no horizonte), com uma pulsão muito própria, que tão depressa parece nos expulsar como a seguir nos agarra pelas entranhas para não nos largar.
    Luanda não se explica, sente-se.

    ResponderEliminar
  7. André Miguel
    Tal e qual e eu nasci lá e saí com 26 anos...sente-se e não se perde esse sentir!

    Beijocas e obrigado!

    ResponderEliminar