quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Maduro mexe no Natal mas não é inovador: Em Portugal, Governo decretou Carnaval o ano todo

O presidente da Venezuela mexeu na data do Natal, antecipando-o para Novembro, mas embora surpreendente, a decisão de Maduro não é inovadora. Nesta matéria, Portugal foi pioneiro, com o Governo a decretar Carnaval o ano todo.

Recorde-se que até há pouco tempo o Carnaval eram só três dias, mas com a decisão do Governo passou a ser todos os dias.

Por exemplo, recentemente, o limite para cães e gatos em casa, o guião da reforma do Estado ou o aumento do salário mínimo um dia destes, era tudo a brincar. E os problemas com Angola, aquilo também foi tudo combinado. Foi só para pregar uma partida ao ministro Machete. O presidente de Angola até terá dito para terem cuidado, «que o homem já não é novo, ainda lhe dá uma coisa».

Em Portugal, a ideia de estender o Carnaval pelo ano todo funcionou muito bem, até porque a oposição depois também entrou na brincadeira. Seguro, por exemplo, quando diz que será primeiro-ministro, é só para assustar os portugueses. Mas como já pouca gente caía nesta, então lembraram-se agora de dizer que Sócrates vai voltar. Não são terríveis?

Zé Pedro do Blogue IMPRENSA FALSA

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Também eu porque a brincar diz grandes verdades:)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  2. este é da equipa do meu presidente o tal de jonhny garden
    kis .=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles são todos farinha do mesmo saco!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  3. Estamos lixados! Os gajos já não dão tolerância de ponto pelo Carnaval!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas em contrapartida temos o carnaval todo o ano, embora eu ache que seja mais o festejo/dança das bruxas:):):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  4. O que não deixa de ser verdade e verdadeiramente triste é o facto de Portugal não festejar a data da sua fundação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até o 25 de Abril, que atolou o país, ainda (ainda...) é feriado...

      Eliminar
    2. Comemorar o quer que seja deve ser feito com dignidade e convicção e quantos festejos são a mais pura chachada, caras enfastiadas, ensonadas etc. e com tudo isso gastam rios de dinheiro.

      Para mim o que mais me incomoda é a homenagem que fazem aos que tombaram na guerra, aquela coroa enormeeeee de flores, o desfile do PR...só ao bofetão...quando cortam tudo a quem ficou deficiente nessa maldita guerra e que sofre depressão traumática de guerra. Não quero dizer que não devem ser recordados, porque o são por todos os familiares e por todos que viveram esse período...e de certeza que todos esses percebem o que eu digo.

      Deixa o 25 de Abril em paz, não viveste o antes porque FELIZMENTE nasceste após e quando assim é...está tudo dito!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
    3. Não vivi eu, mas o meu pai, por exemplo, viveu. E depois também há muitos cotas que, tendo vivido naqueles tempos, juram a pés juntos que, se é ver o estado em que se encontra o país actualmente, mais valia os tempos doutra senhora. Sintomático...

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Nem mais:):):):)
      BFDS para ti e todos os teus.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar