terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

O mar é que manda...

e arrasou a minha Praia Grande

13 comentários:

  1. A tua, a Costa da Caparica e pronto.
    Não prevêem não sei porquê estas coisas, deviam colocar os estabelecimentos muito mais longe.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro amiga. Na Costa os antigo restaurante o Barbas, o mar galgava mas nunca fez estragos. Depois veio o programa Polis, com ideias de idiotas e ficou bonito...mas o mar zangou-se e aqui vai disto. É tudo feito em cima do Joelho.
      Na Praia Grande quer o Hotel, quer o velhinho edificio amarelo (que há muito foi um hotel, hoje são apartamentos de verão e não só) quer os que se vê mais lá aofundo...não sofreram danos. Agora os dois restaurantes juntos do edificio amarelo toda, eram e são feitos bem altos e na base a Câmara resolveu fazer os balneários públicos...o mar não gostou e rebentou com tudo mas os restaurantes ficaram.
      Voltando ao hotel...o problema encontra-se num molho posto do lado de onde foi tirada a foto...que o mar galgou e atolou a casa da máquina e entupiu.
      Foram anos em que esta piscina ficava sem muro...mas a obra que fizeram com contentores cheios de cimento...não rebenta, mas a piscina enche com as ondas.

      Enfim!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  2. Belo e tremendo.
    Teimamos em atribuir-lhe intenção... Eu fico sempre num misto de admiração e abismo. E muito respeito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sempre obedeci aos avisos da Policia maritima, não sou nada curiosa e fico abismada ver as pessoas mesmo com vontade de levar com um chapão e depois são arrastados e lá têm de andar "os mesmos de sempre" à procura de quem foi levado.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  3. Vamos culpar o mar, logo a natureza, por tudo o que aconteceu?
    Não, de forma alguma.
    Vamos perguntar a quem tomou a iniciativa de construir naqueles locais porque o fez? Vamos.
    Vamos perguntar às entidades oficiais que autorizaram a construção porque o fizeram? Claro que sim.

    No que diz respeito à Costa de Caparica, local que conheço muito bem desde há muitos anos, ainda estou para perceber o que têm andado a fazer naz áreas junto ao mar.
    Como se já não tivessem sido feitas asneiras sem tamanho, lá veio o Costa Pólis dar cabo do resto.

    Alguém se lembra que o mar chegava à falésia? Muitos, muitos anos atrás. Mas aquele terreno pertencia ao mar.
    E, anote-se, mais tarde ou mais cedo o mar recuperará o seu espaço.

    Entretanto, brinca-se. Umas camionetas com areia, umas pedras a fazer de conta que são paredões, umas tascas - ou restaurantes, não interessa - ali mesmo à beira mar, em nome do turismo, dizem, e outros disparates cujos verdadeiros responsáveis sentirão vergonha de ter permitido.

    Bem, fico por aqui para não correr o risco de me perder e, quando der por mim, estar com os pés dentro de água.

    Beijocas para esse lado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Observador
      Subscrevo totalmente e foi isso que respondi à Wind.

      Beijocas e obrigado

      Boop
      Os famosos programas Polis...cabecinhas pensadoras apenas em gastar milhões e meter alguns ao bolso.
      Vamos!!!

      Beijocas

      Eliminar
  4. A natureza tudo concerta. Mais dia menos dia está como antes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual e os innnginheiros:) das obras doidas é que julgam que não!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  5. As imagens dos últimos dias são de uma beleza terrível.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São de facto até metem medo ao susto!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  6. Eis a revolta da Natureza a fazer-se sentir também em Portugal. A sorte é que por aí não morrem milhares por causa disso. E esperemos bem que assim continue. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade e não há quem faça um ordenamento do território credível com proibição de construções onde nunca deveriam estar vencendo sempre o compadrio de sei lá...

      Beijos e obrigado

      Eliminar