sábado, 19 de abril de 2014

Tribalistas - Velha Infância



E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa
De ser criança
A gente brinca
Na nossa velha infância

17 comentários:

  1. Respostas
    1. É de facto e diz-me muito!

      Beijocas e um bom domingo de Páscoa

      Eliminar
  2. Acima da média. Ouve-se bem.

    Bom domingo de Páscoa :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito desta música cujos acordes são por demais e a letra é tão fácil.

      Obrigado e também um resto de Bom Domingo de Páscoa

      Eliminar
  3. Aqueles 3 cachorrinhos ali em cima são uma coisa tão lindinha:))))
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo amiga também achei uma ternura:)

      Beijocas

      Eliminar
  4. Eu também gosto!!
    Beijinhos e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
  5. A canção já tem barbas e continua a ouvir-se muito bem. Prova de que não é só o vinho que fica melhor com o tempo. Dizem que os homens também, mas esse é outro departamento (ahahah).

    Não fosse ter receio de apanhar com uma multa em cima e roubava-lhe um "fófiiiiiinho" do header. Só de olhar uma pessoa sente-se logo mais bem disposta, ainda que eu não seja antipática pro natureza.

    Boa semana, Fatyly :)

    ResponderEliminar
  6. Já tem barbas sim senhora e ainda me lembro deste fulano no grupo dos Titãs que era a "berra" quando vivi no Brasil:)

    Podes levar o canito e tudo que queiras desta humilde cubata, mas olha que crescem rápido. Um casal amigo deu às minhas netas um labrador, mas todo preto. Quando veio era ainda mais pequeno que o da foto. Hoje com ano e meio...é a minha sombra negra hehehehehehe. Acreditas que ontem plantei a rama de um abacaxi que esteve a ganhar raiz numa jarra. Hoje como tinha que ir buscar a neta mais velha à escola, lá fui...e mal estaciono o carro ela ladra de contente. Não o fez o que estranhei mas via-se as patas deles junto do portão. Feliz, contente...mas com a rama do dito na boca. Goza comigo até dizer chega. Ralhei, dei-lhe uma berlaitada, ficou tão triste. Plantei de novo sempre a ralhar. Lá fiz o que tinha a fazer e o tipo sempre à espero de mimo. Só à tarde é que o chamei, ralhei, fiz-lhe festas e lá o pus a correr com as bolas de ténis até ficar estourado e com o "fiambre" (língua) de fora. Ou seja brinquei na minha "velha infância":):):)

    Beijocas e obrigado

    ResponderEliminar
  7. O que me irrita nos brasileiros é o português mal falado deles. Tanto usam o "você" como tão depressa abusam dos verbos e preposições conjugados na segunda pessoa do singular. Enfim, é burrice. E o que me assusta é o facto de o português deles ser o português mais falado em todo o mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim não me irrita nada e gosto imenso do seu modo de falar. Nós angolanos abrimos as vogais, os brasileiros dão-lhes música e os portugueses fecham, fecham, fecham:):):):):)

      Todas as línguas tem o seu lado bom e mau com várias formas de se pronunciarem!|

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
    2. O problema não é a pronúncia. É falar mal mesmo a língua. Tu não me tratas por "você" para depois conjugares os verbos ou determinantes na segunda pessoa do singular como fazem os brasileiros.

      Eliminar
  8. Gostei da música, mas muito mais dos três patetas que espreitam em cima. Uma delicia, qualquer deles.
    Continuação de boa semana.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado e retribui em dobro os votos de boa semana!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  9. Ola
    Gostei da musica embora nao seja apreciadora de musica brasileira.

    agora aqueles tres la de cima sao uma ternura:))))
    beijocas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei amiga:) e já imaginaste teres mais aqueles 3 ternurentos?:)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar