quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Gentileza gera gentileza? Nem sempre, mas ser gentil é preciso!

Gentileza gera gentileza? Nem sempre, mas ser gentil é preciso!

Como muitos de vocês sabem, minha filha Flavia, aos 10 anos, teve os cabelos sugados por um ralo de piscina, se afogou e desde então vive em coma vigil. E esta é minha realidade há quase 18 anos. Quando o sofrimento nos atinge nem sempre é fácil fugir do estado de torpor em que a dor nos joga e não raro, existe a possibilidade de nos tomarmos pessoas amargas, hostis e até mesmo grosseiras com pessoas próximas ou não. É preciso evitar isso a todo custo.Sim, ser gentil é possível. Ser gentil é preciso.

Cada pessoa lida com a dor de forma única e temos que respeitar isso. Enquanto para uns, depois de uma tragédia em sua vida é possível ainda ser feliz, para outros, essa possibilidade deixa de existir. Qualquer que seja a forma com lidamos com a dor, ser gentil com as pessoas é fundamental. Ninguém tem culpa dessa rasteira que a vida nos deu. Ninguém tem culpa de tudo que você sofreu. Por isso, não podemos permitir que o sofrimento nos torne pessoas de difícil convivência. Nada justifica a grosseria e a falta de gentileza no trato com o outro.

Ser gentil com as pessoas nem sempre pode nos trazer a gentileza de volta, mas ainda assim vale a pena ser gentil. Com gentileza, a vida fica menos sofrida, fica mais fácil, fica mais leve.

de ODELE DE SOUZA - 1 de Setembro 2015 do blogue Flavia, vivendo em coma...

"Deus não pode estar em todo o lado, daí ter feito as mães" (não recordo o autor)

e mostro uma vez mais até onde chega a gentileza de Odele com esta foto das suas flores que me enviou em 2009:)


12 comentários:

  1. Viver com um drama como esse deve ser horrível.
    Mas isso não justifica que se trate mal outras pessoas.
    Nada o justifica, em boa verdade.
    Beijocas, bfds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual e Odele refere isso mesmo.

      Beijos e obrigado

      Eliminar
  2. De facto assim é. É como termos uma vida miserável, cheio de problemas e mesmo assim não sermos capazes de sorrir. Acredito e compreendo que há sempre pessoas que não têm motivos para estar/ser felizes, mas também entendo que coisas negativas só geram/atraem coisas negativas. Aceitar e encarar a vida tal como ela é de uma maneira mais positiva, e isso vê-se em pequenos gestos como por exemplo ser gentil para com as outras pessoas, ajuda sempre a fazer face a tudo o que é mau.

    Beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  3. Odele é uma Senhora como poucas, nem tenhos palavras para descrever.
    Nem sei que escrever!
    Beijos para ela e beijocas para ti:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade uma Senhora que, no meio da sua enorme dor, consegue ser gentil e doce para com quem se aproxima dela.

      Beijos e obrigado

      Eliminar
  4. Odele é uma mãe fora de série e um ser humano sem igual.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Neste texto deixo apenas um grande bem-haja à senhora em questão. Por vezes a vida é bem cruel. A forma de reagir a toda essa crueldade que cai em cima de muita gente, é que talvez separe uns de outros. Dizem que são em tempos mais difíceis que as pessoas se revelam... Dizem que o Senhor que está lá em cima só nos põe em cima o peso que sabe à partida conseguirmos aguentar. Dizem... honestamente, não sei. Por vezes tenho muitas dúvidas.

    Bom sábado, Fatyly.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acompanho há anos o drama de Odele que é uma barra pesada. No seu blogue todo ele é uma janela aberta para o mundo dando voz a Flavia para alertar para estas ratoeiras nas piscinas. Também tem vídeos que se ouve o testemunho e luta de Odele o que acompanhei sempre numa roda virtual em torno de ambas.

      É um doce e claro que teve momentos de revolta, imensa tristeza, mágoa...mas depressa aprendeu que o caminho não seria por aí e por vezes recebo mails falados, que é como se estivesse aqui ao me lado.

      Quanto a Deus, podemos ou não questionar e quando Ele me carrega forte e feio tento "espairecer" numa de...amanhã será novo dia!

      Bom sábado

      Beijos e obrigado

      Eliminar
    2. Acompanho há anos o drama de Odele que é uma barra pesada. No seu blogue todo ele é uma janela aberta para o mundo dando voz a Flavia para alertar para estas ratoeiras nas piscinas. Também tem vídeos que se ouve o testemunho e luta de Odele o que acompanhei sempre numa roda virtual em torno de ambas.

      É um doce e claro que teve momentos de revolta, imensa tristeza, mágoa...mas depressa aprendeu que o caminho não seria por aí e por vezes recebo mails falados, que é como se estivesse aqui ao me lado.

      Quanto a Deus, podemos ou não questionar e quando Ele me carrega forte e feio tento "espairecer" numa de...amanhã será novo dia!

      Bom sábado

      Beijos e obrigado

      Eliminar
    3. Acompanho há anos o drama de Odele que é uma barra pesada. No seu blogue todo ele é uma janela aberta para o mundo dando voz a Flavia para alertar para estas ratoeiras nas piscinas. Também tem vídeos que se ouve o testemunho e luta de Odele o que acompanhei sempre numa roda virtual em torno de ambas.

      É um doce e claro que teve momentos de revolta, imensa tristeza, mágoa...mas depressa aprendeu que o caminho não seria por aí e por vezes recebo mails falados, que é como se estivesse aqui ao me lado.

      Quanto a Deus, podemos ou não questionar e quando Ele me carrega forte e feio tento "espairecer" numa de...amanhã será novo dia!

      Bom sábado

      Beijos e obrigado

      Eliminar