sábado, 20 de agosto de 2016

VOU EM SERVIÇO MAS TAMBÉM EM DESCANSO!


13 comentários:

  1. Eu a chegar, tu a partires...
    Bom descanso, Fatyly!

    ResponderEliminar
  2. Então bom serviço e bom descanso:)))
    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Bom serviço, melhor descanso.
    Beijocas, boa semana

    ResponderEliminar
  4. Votos de Bom descanso e Bom serviço, amiga,
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. É um serviço descansado, portanto (eheheheh).

    Inté, Fatyly :)

    ResponderEliminar
  6. A TODOS QUE TIVERAM A PACHORRA DE DEIXAREM UM COMENTÁRIO, o meu MAIOR OBRIGADO e tive imenso trabalhinho e descansei muito, sobretudo a cabeça e a alma:)))

    Aquele abraço sincero e verdadeiro

    ResponderEliminar
  7. Cheguei tarde mas a tempo de dar as boas vindas.

    Com que então deu para descansar a "cabeça e a alma"? Nada melhor que isso, para além do trabalhinho, claro!:)

    Abraço grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deu mesmo para descansar a cabeça e a alma e a filha ficou com a casa num brilho:)))

      Abraços e obrigado

      Eliminar
  8. Já dizia muito bem um amigo meu que ser avó é ser mãe a multiplicar por dois.

    O que é que seria da malta de hoje se não fossem os seu pais? Infelizmente vejo hoje em dia tantas pessoas que não sabem ser pais; limitam-se a empurrar as responsabilidades para os outros, seja para os avós, seja para os professores... Por vezes dá mesmo vontade de perguntar: se não sabem ser pais, para que então fazer filhos?

    Atenção, isto não é nenhuma indirecta. É apenas um desabafo.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não considero indirecta porque subscrevo o que dizes e fico piursa quando me deparo com casos como descreves.

      Fui e sou mãe, sogra e avó, mas nos diversos campos sempre soube separar as águas e dar-lhes ferramentas para que se "desenrasquem" porque se eu não existisse ou estivesse noutro país tudo seria diferente.

      Aos meus dois netos mais novos não posso dar o mesmo apoio que dou a estas, e além de terem os avós paternos quando não podem têm de conjugar tudo entre eles como pais.

      Vejo avós tão permissivos para com os filhos e netos que mete dó e depois queixam-se? DE tão habituados a terem tudo de mão beijada ainda exigem, eu hem???? Vai lá, vai!

      Ajudar SIM, abusarem, pelo menos comigo, é um NÃO audível no Pólo Norte!

      Hoje vou ter com elas (como sempre fui) porque quero e também me faz distrair e fazer exercício físico. Sabem fazer o comer "para desenrascar":), arrumam cada uma nas suas tarefas e os cuidados a ter quando ficam sozinhas. Nem preciso ralhar com elas porque já sabem bem as linhas de fronteira e mal fazem algo...antes que...dizem logo...avó desculpa, não foi nada:)))

      Eliminar