quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Palavra do Ano 2016 - GERINGONÇA

"Geringonça" foi eleita a Palavra do Ano, tendo arrecadado 35% dos cerca de 28 000 votos expressos, anunciou hoje a Porto Editora, promotora do evento.

a quem se deve? Primeiro a Vasco Pulido Valente numa crónica de jornal e depois num discurso de:

16 comentários:

  1. Ai, valha-me a corte celestial! Isso são perguntas que se façam, sô dona Fatyly? :(

    Não fora o Happy Mother´s Day e...? E ia-me embora a correr.:)
    Que lindos, os patinhos e a sua mãe! Belíssima fotografia, essa é que é essa! O resto? Esquece, sim!:):)

    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a rubrica que tenho para fixar as palavras do ano:))) O resto pouco interessa.

      Eu sou como essa patinha:)))


      Beijocas e obrigado

      Eliminar
    2. Ai é? Não me tinha apercebido que tinhas essa rubrica.:):)
      Tenho que ir espreitar a do ano passado.

      Pois és! Tudo aninhado, protegido e aconchegado. Só asas de protecção, sua patinha vaidosa.:):)

      Beijinho

      Eliminar
    3. E mais fácil procurar pelo rubrica:) mas ando a arrumar tudo e ainda não acabei. A do ano passado se não me engano foi refugiado, mas tenho de organizar:))))

      Não sou, nem nunca fui "mãe galinha" e muito menos "avó galinha" mas gosto de ordem na casa hehehehe:)

      Beijocas

      Eliminar
  2. Mas quem a usou pela primeira vez não foi o Paulo Portas, foi o Vasco Pulido Valente.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já rectifiquei por desconhecia pois raramente leio os artigos do Vasco Pulido Valente. Como eu muitos desconheceriam. Bem diferente foi ser utilizada num discurso na tv e a palavra pejorativa anda na boca do povo.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  3. Pois, já tinha lido.
    Mas dever-se a esse tipo, ai credo Jesus!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é mas foi ela que venceu:)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  4. Não foi Paulo Portas o padrinho do termo.
    Foi sim Vasco Pulido Valente numa sua crónica no jornal Público.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já rectifiquei e dou-te a mesma resposta que dei ao Pedro. De qualquer forma agradeço a informação que desconhecia:)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  5. Não entendo a palavra. Nunca a entendi. É uma palavra que tem uma enorme carga pejorativa. Não seguindo eu partidos, sou do partido de não seguir partidos, como a Fatyly saberá e porque já o escrevi várias vezes, portanto não caio nem para o lado esquerdo, tão pouco para o lado direito, diria que isto de falar do governo rotulando-o de geringonça só pode acontecer num país que não se dá ao respeito. O ridículo nisto tudo é que são os próprios membros do governo que se referem a eles próprios desta forma. Se revela sentido de humor? Não. Na minha opinião apenas revela aquilo do se não os podes vencer... junta-te a eles. Isto é de uma falta de personalidade muito grande. Penso eu de que...

    Todos falam de geringonça como se fosse algo normal, quando apenas revela coisa defeituosa com pouca solidez. E é isto.

    Tenha uma boa noite, Fatyly.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo totalmente contigo mas o certo é que não houve impacto escrito por Pulido Valene e pegou quando PP a referiu.

      Não sou de nenhum partido mas continuo a acreditar que em todos existe gente credível e se três/quatro se juntaram porque não todos? Acho que isso sim, seria uma verdadeira democracia. Digo isto porque temo as maiorias e os extremismos.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  6. Acho que está muito bem baptizada esta solução de governo. Mas, mesmo achando que há naquilo gente que aprecia tanto a democracia como eu gosto do sporting, espero que aguentem a legislatura. Os governos devem ser julgados por aquilo que fizeram durante os quatro anos de mandato. Coisa que certos democratas que agora batem com a mão no peito não entendem. Basta lembrar as vezes que pediram a demissão dos outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizes bem..."Os governos devem ser julgados" e ao longo destes quarenta anos algum foi sujeito a tal? Cavaco Silva foi incomodado pelos anos de governação quer como 1º ministro quer como presidente? Sei apenas que milhões e milhões de escudos e euros foram cano abaixo e para os bolsos de muita gente e a corrupção continua em detrimento de quem não teve e tem culpa alguma onde me incluo.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  7. As palavras valem o que valem, o que importa são as acções.
    Que 2017 seja um ano que nos motive a todos, Fatyly!

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual e peço o mesmo!

      Beijocas e um bom domingo

      Eliminar