sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Remendos na minha Cubata!

Atenta como sou, andava sempre a olhar para o tecto do canto da minha sala, neste mesmo onde escrevo e pensava...hum mais dia, menos dia cais, ai cais cais. Foram anos de infiltrações de águas da chuva e com a construção do prédio que encostou ao meu (sem terem tirado a tela velha do meu - obras à portuguesa), racharam as paredes todas, mas só depois de chegarem ao topo do prédio novo e vedarem é que deixou de entrar água e o que esteve durante trinta anos de molho e eu limpa, estuca e pinta, agora seco por demais tinha que dar frutos.
Atrás do estuque vem sempre a camada de cimento, areia e ficam os ferros à vista.
Porque já não consigo andar em cima do escadote para cimentar, estucar e pintar, afastei a mesa do pc e se caísse seria no chão, mas os netos por vezes escondem-se neste canto e resolvi o problema pondo um jarrão com flores artificiais que foi resistindo no tempo.

Fui tomar café e quando cheguei tinha o canto do tecto no chão e o jarrão horroroso todo partido, mas sem ele fico com mais espaço...vazio!!!!
Chamei o "meu salva-vidas" que abriu, raspou e diabo a sete e amanhã virá pôr uma massa branca, mas disse-lhe que não iria pintar porque branco com branco não se notará e se notar ficará com "efeitos especiais".

Mostrei-lhe outra fissura no tecto da casa de banho por cima do lavatório o que me disse que mais dia menos dia aquele pedaço também iria cair.

Tinha razão e há meia hora ouvi um estrondo. Assustei-me e lá estava o buraco a sorrir por cima de mim. Toca a limpar aquela merda toda e avisei-o que tinha de trazer mais massa. Sorte das sortes...não partiu o lavatório made in Portugal que dura e perdura!

Quero lá saber, o que desejo é que não caia mais nada e ter forças para manter sempre a casa limpa e a cheirar bem porque decorações XPTO nunca as tive!

Esta casa não é minha, é do senhorio que todos os anos aumenta. Sempre a mantive preservada tal como me foi emprestada ao contrário de alguns vizinhos que as foram modernizando, mas isto que aconteceu é culpa dele e do construtor do daqui do lado que desapareceu e tem quase tudo por alugar, mas mais guerras aquando da dita construção? Não merece a pena porque "é chover no molhado".

Nada como acabar o ano desta forma e com uns euritos a menos. O meu amigo e vizinho de um outro prédio não quer nada, mas sinto-me na obrigação de lhe dar algo, para além do café que lhe paguei hoje, sem saber que pouco depois tinha de o chamar!

27 comentários:

  1. Esse tipo de "trabalhinhos" é das poucas coisas para que tenho jeito e que gosto de fazer. Grande parte do "casebre" foi feito cá pelo "je"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre fiz e faço mas nas paredes e nunca no tecto em cima de escadotes, tal como pintar a casa já não tenho forças. Já cá veio, pinto os ferro da placa e aguardo que venha com a dita massa e ficará resolvido o problema.

      Sempre fui pau para toda a colher e arranjo tudo que se estraga, mas equilibrismos em escadotes já foi chão que deu uvas:):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  2. Eu por acaso nunca tive jeito para bricolage mas a verdade é que quem tem um mínimo de conhecimento nessa área consegue sempre poupar uns valentes tostões. E por falar nisso, a minha casa já anda há largos anos a suspirar por uma restauraçãozinha, mas o meu velho está sem cheta... as paredes, que eram amarelas, estão a ficar negras, há algumas rixas (e caracóis também)... Ai, o raio do Euromilhões que nunca mais sai... E quer ele ainda mandar fazer uma casa na santa terrinha? Sim, parece-me boa ideia...

    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atenção que a partir de sexta-feira qualquer prémio superior a 5 mil euros leva uma facada de 20%.
      Vivó Gaspar!

      Eliminar
    2. Podes crer numa coisa o "jeito para bricolage" adquire-se e nisso sempre fui muito curiosa. Como ele deixou cá a dita "massa" já tapei quatro na parede lateral agora só falta os do teto da sala e casa de banho. Custa alguma coisa? Espalha-se com uma espátula própria que tenho há c'anos, e depois com uma esponja humedecida alisa-se e já está seco e lisinho. Pode cair outro nacos, mas estes jamais:):):)

      Para as tuas paredes amarelas versus negras é muito simples, basta limpares com lixivia como se estivesses a pintar e saí tudo e as rixas(?) ou serão rachas? compras no Continente uns boiões de massa para fissuras (é bastante barato), tapas e alisas...sempre fiz assim. Agora estas aqui caiu o estuque, tirei o cimento e areia e claro que precisa de uma massa diferente...tipo cimento branco e como este rapaz se ofereceu...ora pois claro, aproveitei.
      Deixa o teu pai sonhar rapaz e porque não?

      Com esta porcaria nem me lembrei de jogar no Euromilhões.

      Bom fim de semana para ti também.

      Beijos e obrigado

      Eliminar
    3. Observador
      se fosse só nos prémios...e que tal a malta não jogar? Eu queria ver onde ele iria buscar o dinheiro que arrecadam.

      Andam tão desnorteados que fez um "despacho normativo" sobre um lei que não existe e ainda não li bem a notícia.

      Beijos

      Eliminar
    4. Observador,

      Vivó Gaspar? Soube que nos outros países também se paga esse imposto... A mim também não me fez ainda diferença nenhuma, pois nunca ganhei um prémio de mais de 60 euros, quanto mais de 5000?


      Fatyly,

      O ideal mesmo é pintarmos as paredes e as grades. Há daquela tinta que é assim grossa e que tapa as rixas, mas se é para fazer isso terá que ser no Verão ou assim.

      Eliminar
    5. Olha a sorte FireHead 60 euritos? bem com o que investiste na volta foi ela por ela. Digo-te a sério se eu já jogava raramente, agora é que não jogo mesmo NADA. Embora saiba que parte da receita vai para a "caridadezinha" eu prefiro com 2€ comprar meia dúzia de tomates, uma alface, duas batatas e fazer uma sopa e repartir!
      Sim as grades se pintas sem lixar primeiro, ficas tu mesmo lixado passado pouco tempo a tinta salta. Eu não tenho qualquer grade, felizmente, excepto a da varanda da frente mas como fechei e fiz a marquise, não a tirei (outros vizinhos tiraram) e o senhorio que andou a remendar os azulejos que estão a cair...não o fez e eu não gasto dinheiro nisso.
      Mas se usas a mesma tinta nas paredes interiores...jasussssss além do cheiro que durará pelo menos 2 dias...não é a mais aconselhável. Quando pintava era tinta d'água, mas não acrescentava água conforme diziam e punha uma lata de anti fungos. Há dez anos que não pinto e cá se vai mantendo e volta e meia limpo com lixívia porque branco mais branco não há:)

      Esta tudo já arranjado e quero lá saber se fica com remendos o que quero é que não caia mais nada...sobretudo em cima dos netos quando andam por aqui.

      Beijocas

      Eliminar
    6. Isso de viver numa vivenda é só bonito para as aparências, quando se trata de fazer restaurações ou limpezas aí é que são elas...

      Não me digas que vais deixar de jogar por causa dos 20% do imposto de selo? Até parece que ias ficar muito triste se no lugar de ganhares 15 milhões "só" ganhares 12 milhões! :P

      Eliminar
    7. Acredito amigo pois bem me lembro da casa dos meus pais que era uma vivenda e a trabalheira que o meu pai tinha. O que vale é que ele punha os filhos e amigos destes de trincha na mão para pintar os muros e a grelha por cima deste:):):):)

      Sempre joguei muito raramente, mas muito e se me saisse 15 milhões claro que...12 milhões já era mais que bom loll

      Enfim!

      Bom ano e beijocas

      Eliminar
    8. Pois, eu gosto de vivendas, mas um apartamento sempre dá menos trabalho... eu não preciso de muito espaço, basta-me o essencial. :)

      Pois eu vou continuar a apostar no Euromilhões e também no totoloto, até mesmo quando voltar para Macau. Os meus velhos encarregar-se-ão de jogar por mim. Se até lá não me sair, pode ser que saia enquanto estiver em Macau... assim já poderia voltar logo descansado da vida. :)

      Bom 2013! :)

      Eliminar
    9. Eu também gosto de vivendas mas nunca pude chegar até elas:)

      Fazes tu muito bem em continuares a apostar.

      Bom 2013

      Eliminar
    10. Então tens um bom motivo para apostar. :)

      Olha que nem todas as vivendas são caras. A minha foi construída de raiz, mas também já é velha. E na santa terrinha fica relativamente barato mandar construir uma casa.

      Feliz 2013.

      Eliminar
  3. Não sei fazer nada dessas coisas.
    Mas se isso me acontecesse a mim, com o meu feitio, alguém me ia ouvir e bem e pagava as despesas!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "O hábito faz o monge" e sempre fiz de tudo até arranjar estores já o fiz. Com o senhorio? não vale a pena e o idiota do construtor do prédio daqui do lado ninguém sabe dele e portanto faço o que posso e pedi ajuda a este vizinho...apenas para o tecto.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  4. Amiga
    Não te aborreças.
    Se o problema tem origem no exterior, envias uma carta com aviso de recepção ao proprietário do imóvel a dizer o que se passa. E ele tem um prazo, não muito longo, para proceder à reparação.
    Antes, ou em simultâneo, uma carta-queixa à Divisão de Habitação (pode ter outro nome) da Câmara Municipal do Seabra a queixares-te e a pedir uma vistoria.
    A ambos dizes que deste conhecimento ao outro.
    Percebido? Teoria é comigo pá!

    Se o problema está no interior, levantas o 'pilim' do banco e fazes o que te compete. Serás, assim, a responsável pelas obras.
    Mas cuidado com os curiosos e os biscateiros.

    O que muitas vezes dizem ser infiltrações, não passam de condensação.
    O estar preto - ai porra, não posso falar em preto senão cai já aí o FireHead - não significa que precise de grandes trabalhos.
    Convém que o artista saiba o que está a fazer.

    Bons trabalhos e, se precisares de alguém para assistir ao trabalho, conta comigo.
    :):):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi problema do exterior durante 30 anos e o senhorio só fez remendos. Depois de feito o novo prédio...claro que as paredes tiveram de secar e foram secando, os ferros do cimento armando incham com a ferrugem e cai o estuque e o cimento e areia em pequenas partes. Hoje as placas já não são feitas como há 40 anos.
      A "Teoria" que falas nunca funcionou na Câmara de Sintra, outros vizinhos fizeram e cadê o inspector?
      O problema agora é mesmo no interior e já disse nos comentários anteriores...durante 30 anos havia de facto infiltrações e agora que está tudo completamente seco e nas rachas feitas aquando da abertura das fundações do prédio ao lado é que caiu o que ficou Ôco, nada que eu não previsse e é coisa de pouca monta.
      Pintei e repintei durante anos e na tinta sempre pus um produto anti-fungos (o tal negro que aparece) e o artista sabe por ser mesmo profissional da construção civil e infelizmente no Fundo de Desemprego já sem qualquer subsídio. Sempre que precisamos dele e está sempre disponível para tudo. Mora aqui há uns 12 anos e sabe bem que faço de tudo mas nesta altura...escadotes, espátula numa mão e na outra o tabuleiro da massa...já não me atrevo lolll

      Nesta primavera a árvore que tinha mesmo em frente da minha janela da frente queria entrar, imagina que para fechar as janelas tinha que afastar os ramos e com o inconveniente que as flores deitavam um pó castanho...minha nossa que caraças! Ai é?..eu e ele podamos, aproveitei a lenha. Os outros vizinhos que tinham o mesmo problema...ora pois só podia e todos juntos e de serrotes em punho fizémos o que a CM deveria ter feito e nem imaginas como estão lindíssimas. A varredora da rua assistia e limpava quando partíamos para outra árvore. São todas de crescimento rápido e de baixo porte, segundo palavras de quem as plantou os tais engenhocas urbanos da treta mas depois a manutenção das mesmas não passa dos papéis ou então cobram sem fazerem a ponta de um corno!

      Só sei que foi uma tarde de risada e boa disposição. Nesta altura e por ter passado o Outono estão completamente despidas.

      Basta querermos e ter vontade que tudo se faz e por vezes ganha-se e poupa-se muito com isso.

      Beijos e obrigado

      Eliminar
    2. Desculparás mas a minha ignorância tem destas coisas: desconhecia um cimento de marca armando.
      :):):)

      Eliminar
    3. Não é marca nenhuma...cimento ou betão para mim é o mesmo:) é isto pá:

      Concreto armado (português brasileiro) ou betão armado (português europeu) é um material da construção civil que se tornou um dos mais importantes elementos da arquitetura do século XX. É usado nas estruturas dos edifícios. Diferencia-se do concreto (ou betão) devido ao fato de receber uma armadura metálica responsável por resistir aos esforços de tração, enquanto que o concreto em si resiste à compressão.

      É uma mistura compacta de:

      agregados graúdos: pedras britadas, seixos rolados, etc.
      agregados miúdos: areia, pedregulhos.
      aglomerantes: cimento, cal não pode ser usado no concreto armado porque acaba corroendo o ferro responsável por suportar as forças de tração, podendo comprometer a estrutura com o passar do tempo.
      água
      adições minerais: Sílica ativa, metacaulim, cinza de casca de arroz, etc.
      aditivos: aceleradores, retardadores, fibras,corantes, etc.
      Wikipédia

      e depois com as infiltrações há partes dos ferros que enferrujam porque ganham bolhas de água e ar...e pimba...cai apenas bocados de cimento e os ferros ficam a rir-se para nós...numa de...finalmente respiro e levas com a "tração"... LOL

      Beijos

      Eliminar
    4. Olha pois escrevi que engraçado e só tu me fazias rir:))))

      Eliminar
  5. Morasse eu perto de ti tinhas a casa como uma rainha, (rainha não detesto reis) pois eu pintava-te a casa toda e estucava isso antes de cair, fazia cair e depois ponha novo, mas tens uma casa linda, mas quem devia fazer essas obras era o teu senhorio, afinal tu pagas a renda e com aumento todos os anos.
    Ah mas um dia faço-te uma visita e faço as obras necessárias.


    Aquele abraço que só os amigos sabem dar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já falei e pensei tanto em ti rapaz que nem imaginas. Este moço é muito parecido contigo em termos de feitio porque houve guerra para receber o que lhe dei...eh pá...sabes bem como sou.

      Tu conheces a minha casa, na sala já não existe aquele armário preto e enorme que eu detestava sempre com medo que caísse de tão velho que era lembras-te? Esse já foi para o lixo há muito e no lugar dele pus dois pequenos e baixos que um vizinho ia deitar fora e eu aproveitei porque era mesmo o que eu queria. O que não serve a uns servirá sempre a outros:)
      Quando se entra na sala o computador está no canto do lado direito e o que caiu foi parte do tecto e da parede desse canto:)

      Quando quiseres aparece amigo és sempre bem vindo e já sabes que tens uma casa às ordens e se fizeres alguma obra só vais embora se eu te pagar:):):):)

      Sim deveria ser do senhorio, mas esperar por ele é como sair o euromilhões...e deixa vir falar dos tais aumentos e novos contratos que eu já tenho ali a contabilização dos meus gastos.

      A minha casa linda? pode ser...está limpa, sempre limpa e como diz a minha grande amiga...sente-se paz e eu digo-lhe na brincadeira: é por não ser pintada há 10 anos hehehehehehe

      Aquele abraço que só os amigos sabem dar

      Eliminar
    2. Paz sente-se de certeza, sou testemunha, quanto um dia eu passar ai e fazer algo em tu casa e tu me pagares. Só se fosse com uma guerra civil mulher, tudo o que eu possa fazer pelas pessoas faço, eu aqui como sabes cultivo a minha horta como é normal e ainda bem não como tudo o que planto, partilho com amigos vizinhos e família, os vizinhos teem outras coisas partilham comigo, isso é que é viver em harmonia, ajudar uns aos outros. Eu sou como a internet tudo deve ser partilhado, tudo mesmo. E se todos fossemos assim tudo seria muito melhor.
      Agora temos os energúmenos de políticos que odeiam pobres, para eles os pobres são todos burros, deviam morrer, são todos malandros e não querem trabalhar. Eu, e tu sabes muito bem. Sou meio burro, como diz aqui a minha vizinha, “ és um burro do caralho, puta que pariu” eu digo, não Linda não tenho coragem de cobrar por um pequeno trabalho de uma hora ou duas, está-me no sangue já a minha Mãe era assim, e diga-se era a melhor mãe do mundo.

      Aquele abraço amiga, e grandes entradas neste ano que esta a chegar.

      Eliminar
    3. Não te conhecesse eu tão bem diria o contrário mas sei a pessoa que és e morasse eu perto que não gastava "coives" como diz o meu neto:) e sei bem a tua fala nortenha que eu adoro.

      Mas acredite Sete, ontem tive mesmo uma guerra civil, este jovem não queria receber além do cimento branco e lá mais um saco de estuque que foram 5 euros. Além de os levar, enfiei-lhe o que entendi em dar-lhe, pelo pescoço e parou nas costas e corri com ele. O filho com 6 anitos só se ria e ainda lhe dei ali umas coisas do monte de tralha dos netos...e só me disse: a vizinha é tão fixe lolll e foram-se embora!

      Vou agora almoçar com a minha mãe. Caldeirada de ameijoas à Fatyly, depois vou dar uma beijoca aos meus daqui e venho para casa. Os outros trabalham até às 20h e os netos estão nos avós e já lhes mandei beijinhos:)

      Um abração meu grande amigo, mil beijos a todos os teus e em especial à pequenada e as entradas...hummm deve ser a dormir como no ano passado.

      Eliminar
  6. Vim desejar-te a ti e aos teus um excelente 2013:)
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado minha amiga e para ti e os teus também e vamos em frente...marche!

      Beijos do coração

      Eliminar