terça-feira, 11 de novembro de 2014

Diabo na Cruz - Ganhar o Dia

12 comentários:

  1. O vídeo deveria ter legendas. É que não se percebe o que os rapazes dizem.
    Ganhar o dia desta forma, não me convence.
    O nome do grupo ... não lembra ao diabo.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto imenso deles e também gosto do nome:):):)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. É grupo jovem e cantam em português o que é bom:)

      Beijocas

      Eliminar
  3. Lamento, mas não sou particularmente fã.
    Estiveram por estas bandas muito recentemente.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o grupo. Achei a música divertida. Vou roubar a ideia. :)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E têm mais...genuinamente portuguesa:):):) Gosto imenso destes "divertidos":):):) Força com esse roubo:):)

      Beijocas

      Eliminar

  5. A pedido de várias famílias ou não claro...


    Queres saber como eu sou
    Como é esta geração
    Quem não quer que o diabo fale
    Não lhe dê ocasião

    Eu trago pele de cordeiro
    E memória de elefante
    O meu trunfo é o triunfo
    O motivo, ai o motivo é gigante

    Andei nas passas do Algarve
    Mas fui salvo como que por magia
    A minha vez chegou
    O céu desanuviou
    Hoje os astros alinharam

    E eu estou pronto para ganhar o dia
    Estou Pronto para ganhar o dia
    Estou pronto para me consolar
    E ninguém, ninguém
    Ninguém, ninguém
    Me pode incomodar

    Rapariga rosa punk
    Põe o pé no junqueirinha
    Fosse o punk menos punk
    Acredita que tu rosa eras minha

    Passai na rua do salitre
    E vem por esse mundo fora
    Trás a carta que tens escrito
    Tradição é agora, agora, agora

    Disseram que era um caso perdido
    Explicaram o destino que eu teria
    Por pouco desisti
    Mas ainda bem que não cedi
    Acabou se o mal bocado

    Eu estou pronto para ganhar o dia
    Estou pronto para ganhar o dia
    Estou pronto para me consolar
    E ninguém, ninguém
    Ninguém, ninguém
    Me pode incomodar

    Anos de insonia a esboçar
    Um voo desorientado
    De zangão perdido da colmeia
    Torna o pingo de mel em taça cheia

    Venha lá ao bailarico
    Por a pedra no rescaldo
    Quem tem jeito do porfirio
    Quem se esfalfa
    Mas não é nenhum ronaldo

    Eu vou na reparbadora
    Que trabalha todo o ano
    Levo malhas e batidas
    De fazer redopiar o transmontano

    É bom também ter contrariedades
    Sem nunca perder a fantasia
    Tentar, falhar, sofrer, perder
    Um tempo a duvidar

    Dobrar o empenho e humildade
    É pintar cada momento de alegria
    Ver que a chuva parou
    O melro assobiou
    Deixem lá contagiar-se que eu

    Estou pronto para ganhar o dia (4x)
    Estou pronto para me consolar
    E ninguém, ninguém
    Ninguém, ninguém
    Me pode incomodar



    Abraço amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amigo, não tive tempo de pôr a letra e eis esta grata surpresa.

      Beijocas

      Eliminar
  6. Ahahah, a imagem da Fatyly a "abanar o capacete" é hilariante. Com todo o respeito, obviamente. Sei que é uma avó rija e ainda pode sobrar para mim :D

    Saio de mansinho, portanto... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Abano muitas vezes o capacete, porque gosto imenso de dançar e estes puxam o pé para isso:)

      Ainda há bem pouco tempo, numa de Sos Avó, fartei-me de dançar com as gaiatas ao som de uma música africana. A pequena, atrás dela a mais velha e eu e tínhamos que fazer a coreografia. Fiquei cansada de tanto rir:):):):)

      Não sobra linda, eu? nãaããda disso:) e não precisas de sair de mansinho hehehehehehe

      Beijocas

      Eliminar