quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

A língua Portuguesa presta-se a estas coisas!



Você ou tu?

Vocês sabem a diferença entre o tratamento por tu e por você? Vocês pensam que sabem, mas vejam abaixo. Um pequeno exemplo, que ilustra bem a diferença:

O Director Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante director, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia. Então o Director Geral do Banco chamou um detective e disse-lhe:

- Siga o Dr. Mendes durante uma semana, durante a hora do almoço.
O detective, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:

- O Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.

Responde o Director Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.

O detective pergunta-lhe:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?

- 'Sim, claro' respondeu o Director surpreendido!

- Então vou repetir : o Dr. Mendes sai normalmente ao meio-dia, pega no teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.

(Recebido por e-mail)

23 comentários:

  1. Oi, Fatyly!
    Que caldo!! Muito cuidado com a língua portuguesa! Como se diz em Portugal: "Um falar e dois entenderes..."
    :)
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Êta Luma e que caldo e vós por aí também tendes alguns:):):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  2. Já conhecia.
    Mas dá sempre para rir :)))
    Beijocas, bfds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. +E isso Pedro:):):)
      Bom fim de semana para ti e todos os teus

      Beijocas e pbrigado

      Eliminar
  3. Respostas
    1. É mesmo KK e por vezes surgem destas:):):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  4. Gargalhadas, ai esta língua portuguesa...!:))))
    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Que raio, porque será que os meus comentários saem a dobrar?
    lololol
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ligues amiga, de vez em quando o blogger dá para isto e depois apaga:):):):)

      Beijocas

      Eliminar
  6. O problema não está na língua portuguesa. Mais provavelmente estará na língua das mulheres de alguns 'dótores' eheheh

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xiiii Observador por onde vais...arrepia caminho pá caso contrário levas multa dos "dótores":):):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  7. Afinal, era a sua ou a dseele, hã?
    Ri-me e como faz diferença!
    Kis :}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois há que ler bem o texto:):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  8. Quando as pequenas coisas fazem a diferença. :))

    Boa semana.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo e quando vivi no Brasil havia palavras que eram consideradas asneiras e cá acontece o inverso, usamos alguma que lá são asneiras:)

      Boa semana

      Beijos e obrigado

      Eliminar
  9. Tem barbas, tem barbas esta, mas que dá sempre para rir, lá isso dá.

    Boa noite, Fatyly :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conhecia de todo mas ri à brava:):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  10. LOL!
    Dei por mim a pensar que todo o texto foi escrito no brasil, não sei porquê...
    Neste caso faz sentido mas a mim me faz confusão quando na legendagem de filmes as diferenças entre BR e PT são exatamente o uso de VOCÊ que eles empregam. É estranho, um país mais liberal trata todos por você... fica estranho quando o namorado vira para a namorada e diz: "VOCÊ". «Eu amo você»... LOL?? Acabaram de transar! Dude, trata-a por tu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "você" deles é bem diferente do nosso, ou seja é como o nosso "tu". Mas há muitas mais palavras iguais e com conotações diferentes:):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  11. Por falar nos brasileiros, a grande maioria fala mal o português. É por isso que eles numa mesma frase conseguem usar o "você" no lugar do tu (logo, a 3ª pessoa do singular) e depois conjugar os verbos na 2ª pessoa (com o "te") quando devia ser na 3ª. Ou então quando dão erros do género no imperativo como "Você escuta aí".
    Só de pensar que o português do Brasil é o mais falado até me deixa triste. :/

    ResponderEliminar