sábado, 21 de março de 2015

Pequenas coisas que marcam os meus dias!

Jogo ténis com o Sr.Lucky. Mal me vê com as bolas na mão fica completamente doido. Atiro uma e vai buscá-la em alta velocidade, deixa-a nos meus pés e já está a correr para ir buscar a outra. Ao fim de 30/40 vezes fica completamente esfarrapado. Digo-lhe "já chega" e vou lá dentro arrumar as ditas. Um frio de rachar e o gajo é trigo limpo: enfia-se no tanque que seria para tartarugas tal elefante numa bacia pequena. Fica neste estado e de "fiambre" de fora.



Para ficar ainda mais bonito e bem cheiroso, esfrega-se na terra até dizer chega. Que tourada mas até secar não entra em casa, ai não entra não:)



Algo insólito mas maravilhoso: de um pequeno cato do quintal da vizinha começou a nascer isto que apelidei de"tromba de elefante" que sinceramente nunca tinha visto. A rede do quintal e o muro dos meus, tem 2,5m de altura. Toda cheia de pequeninas bagas que abre um florinha amarela e nem imaginam a quantidade de abelhas, abelhões, moscas e borboletas que andam de volta dela. Quem passa na rua fica espantado e até fotografam. Conhecem? Sinceramente não gosto de cactos, muito menos de pequenos,  Será que o dito fez isto para me fazer lembrar os da "minha terra vermelha" que "são a perder de vista" e que desses gosto muito? Nããããã sei...mas é mesmo estranho!



Este é o quintal da minha cubata onde vou pondo plantas para depois levar para a filha. No da direita plantei um chuchu.



No vai e vem do SOS Avó mal olhava para ele. Então não é que o gajo entrelaçou-se todo nas flores de plástico bem acima? Agora vou deixar estar para ver no que irá dar!



(fotos minhas)

26 comentários:

  1. Se crescer tanto como os chuchus da crise do meu pai isso vai transformar-se numa "floresta"!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Mesmo dentro de uma varanda? ai o caraças:):)

      Num quintal de uma das caves do prédio daqui do lado, tem um que vai pelos telhados das garagens, árvores, e deu carradas de chuchus. Agora está seco e já andam a limpá-lo.

      Bom fim de semana e obrigado

      Eliminar
  2. KO técnico ao dog. Coitado.
    Flores que (também) gostam de ser bam tratadas.

    Beijocas, bom domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas deixa lá que também fico KO do ombro porque sempre que vou lá anda atrás de mim, numa de "vamos jogar"?

      A do cacto desconhecia por completo e as minhas o chuchu vai longe vai:):)

      Bom resto de domingo e obrigado

      Eliminar
    2. Mas deixa lá que também fico KO do ombro porque sempre que vou lá anda atrás de mim, numa de "vamos jogar"?

      A do cacto desconhecia por completo e as minhas o chuchu vai longe vai:):)

      Bom resto de domingo e obrigado

      Eliminar
  3. O teu cão tem mais sorte que a cadela que eu (ainda) tenho em Portugal. Ela praticamente desde que passou a fazer parte da vida da minha família, tem passado o tempo quase todo fechada no quintal porque é uma brutamontes que causa potencial perigo às pessoas. Já tem mais de 10 anos e, para nossa estupefacção e apesar de ter um quisto numa das mamas e já estar quase completamente cega, ainda resiste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sempre fechados no quintal ficam quase todos "brutamontes", porque educar desde pequenos dá trabalho sim senhor, mas compensa em tudo. Agora já com 10 anos é tarde demais e tadinha.

      Bom resto de domingo e obrigado

      Eliminar
    2. Ela tem um Pedigree violento por natureza. Chegou a mandar a minha mãe ao chão quando a passeava e na altura ela ainda era muito pequena. Não estás bem a ver como são os cães Serra da Estrela...

      Eliminar
    3. Em Angola tive um e morreu de velhinho. O Kuanhama era enorme e ninguém estranho à casa se atrevia a entrar, porque deixar ele deixava, mas sair já não. Uma vez um casal amigo dos meus pais, entraram quintal a dentro e estiveram em sentido para saírem. Tentavam dar um passo e o cão rosnava. Ainda hoje me farto de rir, porque os pobres estiveram hora e meia à espera dos meus pais. Havia uma tabuleta no portão e nem sequer leram:):):):)

      Eliminar
  4. Esperto o gajo cão e lindas as tuas plantinhas. Deixo-te um forte e carinhoso abraço e desejo de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito esperto e brincalhão. As minhas plantas enfeitam um cantinho da minha varanda:)

      Hoje começo mais uma jornada do SOS-Avó devido às férias da Páscoa, 15 dias e lá terei de dar corda ao cérebro para entreter as netas, o cão e a gata:):):)

      Boa semana para ti Flavia e filhote

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  5. Gargalhadas para o Lucky:))))
    De plantas não percebo muito:)
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo de rir que só visto contado ninguém acredita. Devido às férias escolares lá vou fazer companhia às netas e a este safado que não me larga:):):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  6. Fiquei fã do Lucky!! :)))
    Beijocas, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É de ficar e realmente os cães são uma bela companhia. Como digo sempre que lá vou e estou...é a minha sombra negra. Inventei esta brincadeira para o fazer correr e cansar. Com as netas em férias joga futebol com elas mas se apanha a bola só eu consigo tirar. Dessa forma começa a sinfonia..."avóooooooooo ajuda-nos"!:):):):):)

      Boa semana

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  7. Eheheheh
    Os Chuchus espalham-se por todo o lado!
    Mas dão uma sopa deliciosa!

    A minha Sushi (cadela) adora jogar à bola, mas agarra-a de uma maneira entre as patas da frente que ninguém a consegue tirar. :) É uma óptima guarda-redes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também uso imenso e já plantei um no quintal da filha...mas o cão e sobretudo os gatos que por ali andam, raparam as folhas todas:):):):)

      Também o Lucky e elas não conseguem tirar-lhe. Só visto:):):)

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  8. Chuchu não é o que nós madeirenses chamamos de pimpeneleira? Parece-me folha de vinha . mas vejo mal
    E depois esse cacto por cá temos muitos. Acho que a esse chamamos babosas.
    Kis :>}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, nunca ouvi esse termo madeirense, na volta é a mesma coisa. Parece sim uma folha de vinha mas mais aveludada.

      Não conhecia de todo este cacto com esta tromba de elefante. Agora já começou a secar só falta mesmo a ponta.

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  9. Olá o chuchu se crescer muito vai te deitar o vasos de flores abaixo com o peso. isso é uma planta que cresce muito.

    O cão é muito bonito, é errado dizer que os cães que ficam nos quintais são violentos, tenho dois, um rafeiro e e pastor alemão, tem uma área de quintal com 40 metros quadrados e não são violentos, os donos é que fazem os bichos violentos. já tive um pastor alemão que nunca esteve preso, vivia completamente na natureza, vivo numa aldeia, ele esta sempre na rua, entrava e saia quando quisesse em casa, era super inteligente, quase "falava" entendia tudo o que a minha Mãe lhe dizia, jamais foi violento com quer que fosse mesmo com desconhecidos, e não teve treino algum, viveu com carinho que toda a gente lhe dava,viveu 18 anos, morreu velhinho, tinha um nome que talvez o fizesse especial, Dragão.

    abraço amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por este andar tenho que o levar para o quintal da filha:):):)

      Há cães que por natureza são mesmo violentos, tal como os seres humanos há bons e maus. O estar fechado pode pior e muito e volto a repetir nenhum ser humano gosta de estar confinado apenas a um espaço.

      Num quintal vá que não vá, mas há que lhe dar toda a atenção possível embora veja muitos presos a correntes que não concordo em nada. Também em apartamentos deveria ser proibido cães de grande porte como tenho um aqui por cima. É certo que o dono vai três vezes por dia à rua com ele, mas em passeios tão curtos e qual é o resultado? já lhe destruiu "N" coisas.

      Enfim, na minha opinião deve-se tratar um cão ou gato como animais que são e respeitá-los como tal. Antes de os terem devem pensar muito bem e não apenas como "um brinquedo descartavel"!

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
    2. Não concordo muito com o que dizes, eu já vi nos Açores um pittbul, que andava solto na rua, era muito mas muito meigo, não tinha dono vivia do que recebi dos pescadores, ou seja comia peixe, ah também fazia umas viagens de barco com os pescadores.

      Os cães tal como os vemos hoje são animais domésticos, não são violentos, o homem é que os tenta fazer violentos,

      Ah os meus não estão presos sempre, o rafeiro de quando em vez eu solto e ele quando quer vem para casa, o pastor alemão vai muitas vezes comigo aqui ao monte, ( como dizemos aqui) buscar lenha levo-o comigo,mas mesmo de verão vou muitas vezes dar uma volta com ele,como aqui existem regatos de água e corre como um maluco dentro da água, concluindo para mim animais domesticos jamais são violentos.


      Mais um abraço

      Eliminar
    3. Claro que sim, os donos é que os tornam violentos por mil e uma razões entre elas o completo desprezo e felizes dos que encontram alguém quando abandonados, como esse dos pescadores. Aqui também jé em tempos havia dois rafeiros abandonados e foram adoptados por todos. Era tão giro vê-los à porta de um dos talhos à espera do que o dono lhes daria.

      Outro abraço:)

      Eliminar
  10. Pobre - e pateta, convenhamos - cãozinho. Tenho um, só que muitíssimo mais pequeno, que também adora bolas tendo a mesma reacção. Corre, salta, pula atrás delas até quase cair exausto. Uns tontos do pior, é o que é!:))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostam muito de brincar, correr, e acho que devem ter espaço conforme disse ali em cima...porque fechados e ou confinados a um espaço podem dar em doidos como nós. O Lucky é muito alegre e além do quintal saí muito com eles, ou seja, é tratado como mais um elemento da família. Bolas? Uiiii é mesmo caso para dizer ora bolas, o gajo já furou e trucidou a bola:):):):):)

      Beijocas e obrigado

      Beijocas e obrigado

      Eliminar
  11. O cato chama se agave attenuatta
    Da uma olhada ao blog vida suculenta by sheila e peskisa la este nome:-)

    ResponderEliminar