segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Conselho da Ciência critica governo em comunicado


Retido devido a pressões do Ministério da Educação e Ciência, por ser muito crítico para o Governo, o comunicado da reunião de 23 de janeiro do Conselho Nacional da Ciência e Tecnologia foi finalmente tornado público.

O comunicado muito crítico para o Governo que o Conselho Nacional da Ciência e Tecnologia (CNCT) fez depois de uma reunião a 23 de janeiro, e que esteve retido devido a pressões do Ministério da Educação e Ciência (MEC) para que fosse alterado, foi finalmente publicado na lista de pareceres do site do CNCT.

O documento mantém as críticas à redução drástica das bolsas de investigação nos concursos da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e à nova política científica do Governo, bem como as recomendações que fez ao MEC, nomeadamente "que torne público o seu plano estratégico de fundo, comunicando, clara e atempadamente as suas políticas à comunidade, desejavelmente envolvendo-a na discussão das suas orientações".

E que "alterações profundas da política de apoio científico sejam precedidas de uma avaliação do impacto e dos riscos de tais medidas sobre a dinâmica do sistema científico, e que estas sejam implementadas, sempre que possível, de forma gradual".

merece a pena ler o resto AQUI

Na actual DITADURA disfarçada em DEMOCRACIA coisas como esta deveriam ser conhecidas pelo exterior que apoiam, orientam, partilham e colaboram em conhecimentos adquiridos com centenas e centenas de investigadores e os chamassem a TODOS para fazerem lá fora o que não lhes deixam fazer cá dentro, porque a ciência é feita de passos do tamanho de um grão de areia...o que de todo, quem governa nomeadamente PPC...deve desconhecer, só pode!

Para quem já deu tudo e dá tudo em prol de um país leva cortes dantescos, a muitos foram-lhe tirado o tapete...mas Fundações da treta, futebol, amigos partidários resguardados em empresas públicas e municipais têm tudo e tudo lhes é perdoado e embrulhados em processos judicias andam na maior e a gozar o pagode. Poderia dar imensos exemplos...mas fico fora de mim quando quem no passado fez "****" e que nunca viu o "sol aos quadrados"... andar a apregoar soluções... como se o povo fosse estúpido.

É assustador a destruição de um povo que retrocedeu aos tempos de Salazar...em que uma sardinha dava para 5...e fico-me por aqui, porque querem que eu leia a "mesma cartilha", mas felizmente ainda penso pela minha cabeça e tenho a honra e sensatez de não pertencer a nenhum partido.

PS: Como em tudo há excepções - pessoas credíveis e honestas!

15 comentários:

  1. Honestas e crwdíveis, certamente, nãosãopolíticos
    Kis. :=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há políticos honestos... mas são excepções.

      Beijos

      Eliminar
  2. Leia o texto do Nicolau Santos (Está a acontecer!) e faça a relação entre ambos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora não posso ler, mas amanhã irei pesquisar e tentar ler, obrigado pela dica:)

      Beijos

      Eliminar
  3. Pois é, amiga. Não eras feliz no tempo da ditadura e agora também não és feliz após o 25 de Abril. Dizes agora que isto é uma ditadura disfarçada em democracia. É mesmo difícil agradar a gregos e a troianos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é dificil amigo, mas apesar dos pesares sou feliz, quem te disse que não era feliz? Hoje acordei, lá vou à luta e sempre que isso acontecer nada muda a minha maneira de ser. Lamento sim a destruição de uma geração jovem sem horizontes...onde te incluo, que lutam em busca de "melhores dias" e uma geração velha como a minha...que depois de anos e anos de muito trabalho são os alvos mais fáceis.
      Mas acredito e não abro mão desse acreditar...que havemos de sair desta!

      Beijos

      Eliminar
    2. Essa geração jovem é filha do abrilismo. Infelizmente em democracia pagam os justos pelos pecadores porque os pecadores são a maioria. Quem disse que a democracia é um sistema justo? Portugal que o diga...

      Eliminar
    3. É o teu ponto de vista o que respeito, mas a geração jovem de que falo não é do abrilismo, já é de muito depois, porque a do abrilismo foi a minha e não fomos nós os causadores do maldito capitalismo...ou seja...a vida humana nunca teve e não tem qualquer valor o que importa é desviar, delapidar, destruir a vossa geração e a minha, hoje já velhos e depois de contribuirem para uma economia que havia. Sou culpada do inúmeros processos de corrupção? A democracia é o sistema mais justo, mas para isso temos de ter governantes à altura e sobretudo um povo que mude a sua "mentalidade" (que demora séculos) como o ser mais servil perante qualquer DR., presidente de câmara...ou seja altos cargos, o não dizer da sua justiça perante o errado com medo que Salazar os castigue...ou seja ainda há imensos resquicios de ditadura. Quando ouves falar os mais humildes e do interior...o que ouves? Há que aceitar, há que...enfim. Depois temos a questão do voto...onde vilões prometem fogões e outros ões em troca de...
      Respeito..és a favor da direita...mas afinal de contas "onde estão as contrapartidas dos submarinos" é que 800 milhões é dinheiro. O caso do BPN...como é que é? Agora o julgamento do BPP...as acções o quê? quem estava aos comandos na altura? pois é...amigo os esquerdalhas ou direitalhas vêm todos das juventudes partidárias, sem qualquer prática de trabalho no duro, vidas faustosas e sobem, sobem balão sobem...
      Sistema justo...eu diria e faria mesmo justo porque não pactuo com falcatruas e aldrabões e jamais vou em cantigas e promessas falsas.

      Beijos

      Eliminar
  4. 'Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão'

    Por que motivo o governo pressionou o Conselho de Ciência para não divulgar críticas?

    http://expresso.sapo.pt/conselho-da-ciencia-critica-governo-em-comunicado=f856469#ixzz2tfk8z51y



    ResponderEliminar
  5. Pois essa é a questão ...pressionou mas não conseguiu e ainda bem que deram a conhecer a realidade dos factos, coi em que não acontece em outros assuntos e sectores.

    Beijos

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Concordo. Mas, com o devido respeito, recuso-me a aceitar a crítica algo velada que deixa no sexto parágrafo ao governo anterior. Foi essa posição que levou estes fulanos ao atual "governo".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é mais triste na conjuntura actual é que o actual "governo" tudo que tem feito de mal - há imensas coisas em que não tocam porque lhes convem - a culpa é sempre do anterior. É assustador esta obediência cega ao "rei" que vai núo. Enfim!

      Beijos

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Também eu e há que ter a coragem de divulgar o que realmente é verdade e não pactuar com esta mediocridade governamental!

      Beijos

      Eliminar
  8. Olhe,que coma palopo é mais barato e tem sabor a bacalhau.
    Há no pingo doce e continente, diz-lhe se faz favor nao quero que o dito fique sem bacalhau
    Kis. :=)

    ResponderEliminar