segunda-feira, 4 de julho de 2022

A Mulher Cão

 










(Sobre o quadro de Paula Rego)

Ela acendeu a brasa do fogão
anos e anos a fio.Esfregou o soalho
lavou a roupa e os vidros
da janela costurou bainhas
descosidas e levou toalhas a cheirar
a rosmaninho à senhora do andar
de cima.

Foi ao quintal buscar hortelã
para a canja e adormeceu ao som
das gargalhadas felizes dos meninos
hoje já todos engenheiros
com a Graça do Senhor.

Agora está atada ao côncavo
da terra por atilhos
grossos. Ladra à lua
e tudo nela
é carne e sangue.

Morde a mão
e dança a valsa
sobre o chão confuso
de algum sonho diluído lá no longe
nos botões do maestro
do coreto aos domingos e feriados.

Ela é grossa
e ladra à lua.
Sente o corpo a crepitar
e rasga o coração.

Inesperadamente
entre coágulos de sangue
fala línguas
que nunca ninguém lhe ensinou.

Está atada
à sangrenta forja
das gramáticas lunares e procura
uma palavra
um nome mesmo que obscuro
e difícil de entender.

É uma mulher grossa
e no côncavo do corpo
fala línguas
sem sentido.

Deixou secar os coentros
a salsa e a hortelã.

Chama-se cão e ladra à lua.

Vive atada
às chamas que a consomem.

José Fanha, in “Marinheiro de outras luas”

sábado, 2 de julho de 2022

A tradução do post anterior

 Depois de tanto "ximbicar"(remar à vara, espetando o bordão no fundo do rio),

encostei na margem o meu "ulungu"(canoa) e entrei no "muxito"(mata junto do rio).
Fui até ao "dilombe"(pequeno santuário) a ver se um "cazumbi"(duende)
pudesse fazer em mim uma "kipa"(magia que concede o poder da metamorfose).
Cansada recostei-me na velha "mulemba"(figueira africana bem frondosa)
e de "mataco"(cú) no chão esperei pelo "kimbanda"(especialista da magia)
e o seu "milongo"(remédio). Mas nada!

O meu pensamento foi "sembar"(dançar) e "singuilar"(passar a noite a conversar)..

- "Avilo"(amigo) quero "bazar"(fugir) porque estou com "bufunfa"(medo).
- "Avila"(amiga) qual é a "maka"(questão, conflito)? Vem cá "quilumba"(rapariga)
pois estou "banzo"(admirado, aparvalhado).
- "Dikamba"(amigo,companheiro) abraça-me e leva-me para a "kubata"(casa)
onde está a minha "minzangala"(juventude)!
- A tua? não, a nossa! Tupariova" (merda), vamos "mazé" (mas é) ver o nosso "cassuneira" (espécie de cato que chega a atingir 4 m de altura)e guarda este "jimbamba"(búzio) que te ajudará. Não "xingues" (praguejar) mais, doce "quilumba" (moça).

Adormeci!



Um relembrar da minha juventude!

 












Nunca falei fluentemente o Kimbundo, mas recordei algumas palavras...já tão esquecidas!!!!

Depois de tanto "ximbicar", encostei na margem o meu "ulungu" e entrei no "muxito". Fui até ao "dilombe" a ver se um "cazumbi" pudesse fazer em mim uma "kipa".
Cansada recostei-me na velha "mulemba" e de "mataco" no chão esperei pelo "kimbanda" e o seu "milongo". Mas nada!

O meu pensamento foi "sembar" e "singuilar"..

- "Avilo" quero "bazar" porque estou com "bufunfa".
- "Avila" qual é a "maka"? Vem cá "quilumba" pois estou "banzo".
- "Dikamba" abraça-me e leva-me para a "kubata" onde está a minha "minzangala"!
- A tua? não, a nossa! "Tupariova", vamos "mazé" ver o nosso "cassuneira" e guarda este "jimbamba" que te ajudará. Não "xingues" mais doce "quilumba".

Adormeci!

Depois se quiserem faço a tradução!

quinta-feira, 30 de junho de 2022

REVIVENDO O QUE SEMPRE FUI!

 








- Se eu fosse um mês seria… Janeiro pelo simples facto de ter nascido.
- Se eu fosse um dia da semana seria… Segunda feira, gosto dos começos.
- Se eu fosse um número seria… o 26, uma conjugação maluca mas eficaz!
- Se eu fosse uma flor seria… um cravo amarelo, a flor que mais gosto!
- Se eu fosse uma direcção seria… em frente, porque não olho para trás!
- Se eu fosse um móvel seria… uma mesa de cabeceira dá jeito e não incomoda!
- Se eu fosse um liquido seria… água porque não sei viver sem ela!
- Se eu fosse um pecado seria… o complemento de todos eles!
- Se eu fosse uma pedra seria… uma das que rolam à beira mar!
- Se eu fosse um metal seria… prata, porque gosto!
- Se eu fosse uma árvore seria… um embondeiro!
- Se eu fosse uma fruta seria… uma goiaba!
- Se eu fosse um clima seria… tropical!
- Se eu fosse um instrumento musical seria… uma guitarra de preferência nas mãos de Santana:)
- Se eu fosse um elemento seria… o ar!
- Se eu fosse uma cor seria… vermelha!
- Se eu fosse um animal seria… um tigre!
- Se eu fosse uma canção seria… Encosta-te a mim de Jorge Palma!
- Se eu fosse um perfume seria… uma simples colónia!
- Se eu fosse um sentimento seria… todos o que envolvem a palavra AMOR!
- Se eu fosse uma comida seria… muamba!
- Se eu fosse uma palavra seria...sorriso!
- Se eu fosse um verbo seria… Acreditar!
- Se eu fosse um objecto seria… Dinheiro para ajudar-me e ajudar:)!
- Se eu fosse uma peça de roupa seria… um lenço de mão para limpar as lágrimas sobretudo das crianças e dos velhos!
- Se eu fosse uma parte do corpo seria… o cérebro!
- Se eu fosse uma expressão seria… gargalhada!
- Se eu fosse um desenho animado seria… Tom & Jerry!
- Se eu fosse um filme seria…Um homem e uma mulher!
- Se eu fosse uma forma seria... uma recta!
- Se eu fosse uma estação seria… Verão!
- Se eu fosse uma frase seria…"Não chores, acredita que a vida é feita de ondas e calmia tal como o mar"!

Fatyly

terça-feira, 21 de junho de 2022

The Sound of Silence. Coral de Monges da Catedral de Compostela. Paul Si...



DEDICO ESTA "MARAVILHA" A TODOS OS REFUGIADOS E IMIGRANTES QUE FOGEM DOS SEUS BERÇOS NO QUAL  PERDERAM TUDO DEVIDO A DITADORES QUE FAZEM GUERRAS E AS RESPECTIVAS ATROCIDADES SEM ESQUECER OS SOLDADOS EM QUE MUITOS SÃO OBRIGADOS A CERRAR FILEIRAS.